Divulgação
Divulgação

 

A beterraba é uma raiz utilizada na culinária que pode ser consumida in natura, ou na forma de sopas, sucos, conservas e outras opções. De sabor adocicado, a beterraba possui alta concentração de carboidratos e ótimo valor nutricional, inclusive em suas folhas.

Um recente estudo feito pela Associação Americana de Hipertensão analisou homens e mulheres com pressão arterial sistólica entre 140 a 159mm Hg, que não tomavam medicação para pressão arterial e sem complicações médicas. Eles ingeriram diariamente um copo de suco da raiz, com uma pequena quantidade de nitrato (substância encontrada na beterraba) e tiveram sua pressão monitorada por 24hs. Segundo a pesquisa os participantes apresentaram redução da pressão arterial. A nutricionista Cyntia Bassi esclarece as dúvidas sobre as propriedades nutricionais da beterraba.

A cor vermelha arroxeada, por exemplo, é resultado da pigmentação de uma substância chamada betalaína.

Leia também:  Dieta: muito além do peso na balança

– Esta substância é um ótimo antioxidante natural, agindo contra o envelhecimento celular e reduzindo o risco de alguns tipos de câncer – diz a nutricionista.

A beterraba é rica em vitamina A, que auxilia o bom funcionamento da visão, vitaminas do complexo B – que são importantes para o sistema imunológico, incluindo o ácido fólico, relacionado à boa formação fetal – e vitamina C, que possui ação antioxidante e atuação benéfica sobre o sistema imunológico.

Apesar de ser fonte de açúcar, a beterraba não deve ser retirada da dieta dos diabéticos:

– Por seu teor de glicose, deve ser adaptada dentro de um contexto de uma alimentação saudável, porque é rica em fibras que auxiliam no controle glicêmico – explica Cyntia.

Alguns estudos apontam que a beterraba possui uma quantidade significativa de nitratos, substância utilizada pela indústria como conservante de alimentos, cujos metabólitos e produtos da reação têm efeito adverso à saúde. Porém alguns efeitos positivos também estão sendo relacionados ao nitrato.

Leia também:  O que aprender com os erros na alimentação

– No organismo ele se transforma em óxido nítrico e pode ser um importante auxiliar na dieta de atletas, principalmente quando ingeridos sob a forma de suco, pois sua interação com os antioxidantes presentes na beterraba potencializa o aproveitamento dos nutrientes pelo músculo, tornando-se uma ótima fonte de energia.

Além disso, a substância presente na beterraba aumenta a dilatação dos vasos sanguíneos, com consequente melhora do fluxo de sangue e passagem de oxigênio. Por isso algumas pesquisas têm demonstrado que esse efeito reduz os riscos de doenças como o acidente vascular cerebral e a demência – recentemente ela tem sido apontada como importante fator para redução da hipertensão.

– Outros nutrientes encontrados na beterraba podem interferir positivamente na redução da pressão arterial. É o caso do potássio ,que deve estar em equilíbrio com o sódio intracelular, e do ácido fólico, que tem ação protetora sobre os vasos sanguíneos, melhorando a flexibilidade dos vasos – esclarece a nutricionista.

Leia também:  Sáude | Queimadas deixa o clima mais seco em Rondonópolis

Para adquirir um vegetal de qualidade, verifique se a beterraba não tem rachaduras nem manchas, e se tem a cor intensa e tamanho pequeno ou médio. Esses cuidados garantem melhor preservação dos nutrientes, mais sabor e maciez.

– Para preparar o suco e aproveitar seus benefícios, basta bater no liquidificador uma beterraba grande descascada e picada com o suco de quatro laranjas, coar e beber em seguida. O suco garante o consumo dos nutrientes da beterraba – finaliza a profissional.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.