Divulgação
Divulgação

Determinados alimentos oferecem substâncias bioativas que ajudam a estimular o sistema imune, aumentando a resistência do organismo contra vírus e bactérias. Para prevenir viroses, tão comuns nos dias mais frios, e diminuir infecções que atrapalham o rendimento do dia a dia é fundamental uma alimentação saudável, com a ingestão de nutrientes que aumentam a resposta imunológica do organismo, além de evitar alimentos prejudiciais.

A preocupação com a boa forma pode fazer com que as mulheres optem por dietas milagrosas com poucas calorias – pobres em vitaminas e minerais tão importantes para uma melhor resposta imunológica. Outros fatores como ansiedade, estresse e TPM também influenciam. Nesse período, o consumo de doces e gorduras, que dão a sensação de bem-estar, aumenta. Porém, a maioria desses alimentos oferece calorias vazias, ou seja, não têm os nutrientes importantes para a manutenção do sistema imunológico saudável.

Leia também:  Primeiro autoteste rápido para HIV do Brasil chega às farmácias
Divulgação
Divulgação

De acordo com a nutricionista Alessandra Luglio, o consumo exagerado de sódio também prejudica a imunidade por conta da desidratação causada por ele no organismo, que afeta a produção de anticorpos.

– A ingestão descontrolada desses compostos, bem como o consumo de alimentos alergênicos, corantes e conservantes diminuiu a capacidade de atuação do sistema imune – afirma Alessandra.

Todas as células do sistema imunológico necessitam de nutrientes para funcionarem corretamente. Sendo assim, quando existe uma deficiência nutricional, o risco de desenvolvimento de doenças, como as infecções, é muito maior. Por isso, certos alimentos são essenciais para permitir que as células imunes atuem contra agentes agressores. As vitaminas C, D e E, o selênio, zinco, probióticos, aminoácidos e ácidos graxos ômega-3 são alguns dos nutrientes que fortalecem as defesas do organismo.

Leia também:  Sexo frequente turbina cérebro em maiores de 50 anos

Confira a seleção de alimentos da nutricionista e blinde o corpo contra vírus e bactérias:

Gema de ovo: rica em vitamina D, ajuda a regular o sistema imune. Estudos indicam que a sua deficiência pode contribuir com infecções respiratórias mais frequentes, principalmente no inverno, quando a incidência dos raios solares – que sintetizam o precursor da vitamina D na pele – é menor.

Semente de abóbora, arroz integral e ostras: possuem zinco. As células do sistema imune têm enzimas que precisam do zinco para funcionar, por isso sua deficiência pode resultar na queda da função imunológica.

Shitake: possui uma substância chamada lentinana que aumenta a produção das células de defesa do organismo. Tem também fibras, que ajudam a saciar a fome.

Leia também:  Dia dos Avós: a importância da relação com os netos para a saúde

Iogurte: a presença de lactobacilos vivos pode estimular a produção de anticorpos, fortalecendo o sistema imunológico.

Castanha-do-brasil: rica em selênio, potencializa o sistema imunológico por conta dos linfócitos B, responsáveis pela produção de anticorpos no organismo.

Óleo de coco: tem ácido láurico que estimula o equilíbrio imunológico. O óleo de coco ajuda a combater bactérias, fungos e vírus e, consequentemente, a diminuir infecções.

Cereais: ricos em vitamina B6, fundamental para o metabolismo de aminoácidos, componentes das proteínas – útil porque a resposta imune necessita de uma síntese proteica maior. Estudos mostram que a deficiência da B6 compromete a produção de anticorpos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.