O Departamento de Ações Programáticas da Secretaria de Saúde de Rondonópolis registrou, nos três primeiros meses deste ano, um aumento de 62% nos registros de pessoas que são acompanhadas com problema de hipertensão arterial no município. Nesta sexta-feira (26) é comemorado o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial.

De acordo com a gerente do departamento, Eliane Ormund, de janeiro a março foi registrado uma média de 141 novos cadastros de pessoas com hipertensão, enquanto no ano passado era registrado mensalmente uma média de 87 novos pacientes.

Eliane destaca que o aumento no registro é reflexo do trabalho nas unidades de saúde, mas também do descuido das pessoas com a própria saúde, como por exemplo, na má alimentação, falta de atividade física, excesso de sal na comida, muito estresse e peso inadequado, fatores esses que contribuem para a doença.

Leia também:  Prefeitura lança obras de esgoto em seis bairros de Rondonópolis

Como parte das atividades alusivas ao Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, a secretaria começou nesta quinta-feira (25) os trabalhos com palestra e atendimento médico na Casa de Apoio aos Índios. E hoje as unidades de saúde irão desenvolver ações de conscientização, dentre elas será feito um Pit Stop no cruzamento da Avenida Marechal Rondon com Rua José Barriga, organizado pelo PSF do Jambrapi, onde as pessoas serão orientadas sobre a doença e cuidados.

De acordo com o Ministério da Saúde, no Brasil, cerca de 30 milhões de pessoas sofrem com hipertensão arterial. Além disso, a doença é responsável por aproximadamente 300 mil mortes por ano.

Leia também:  Inscrições abertas para o 3º Fórum Meninas Digitais
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.