Em jogo de pênalti mal marcado, confusão dentro e fora de campo e golaço de Ronaldinho Gaúcho, o Atlético-MG goleou o Arsenal Sarandí, por 5 a 2, nesta quarta-feira, no Independência, e manteve 100% de aproveitamento na Libertadores. O time mineiro chegou a 15 pontos e segue com a melhor campanha da fase de grupos da competição.

A partida começou com o Atlético arrasador, fazendo dois gols com Diego Tardelli e Ronaldinho (de pênalti inexistente) em 15 minutos. O clima esquentou na reta final do primeiro tempo, muita catimba argentina e trocas de empurrões. O Arsenal diminuiu com Braghieri e deixou o jogo mais tenso ainda.

Na etapa final, o Atlético não vacilou e marcou mais duas vezes. Luan fez seu primeiro gol com a camisa do Atlético logo aos 2min e Ronaldinho ampliou com um toque categoria no canto superior direito do goleiro. O time mineiro voltou a golear os argentino, já que havia feito 5 a 2 em Sarandí.

O Atlético é o líder do grupo 3 e tem o melhor desempenho da Libertadores. Porém, não tem o primeiro lugar geral garantido. O Vélez Sarsfield pode chegar a 15 pontos no grupo 4 na última rodada. Para não depender de outro resultado, o time mineiro precisa somar um ponto contra o São Paulo, no dia 17, no Morumbi. O Arsenal permaneceu em terceiro lugar com quatro pontos.

Leia também:  Após ter um ano de altos e baixos Júnior Tavares não é certeza no São Paulo em 2018

O Atlético começou o jogo disposto a decidir a partida e marcou dois gols. Porém, com a saída de Tardelli, que sentiu uma fisgada na coxa direita e foi substituído aos 22min por Araújo, o time mineiro diminuiu o ritmo e deu espaço ao Arsenal, que conseguiu diminuiu a vantagem da equipe da casa. Depois disso o clima esquentou entre os jogadores e houve muita confusão no encerramento do primeiro tempo.

Logo aos 5min, Carbonero deu um susto na torcida do Atlético, ao soltar uma bomba de fora da área e acertar o travessão de Victor. O Atlético respondeu e abriu o placar aos 10min. Tardelli recebeu em velocidade e tocou no canto direito de Campestrini.

O Atlético ampliou aos 15min m cobrança de pênalti de Ronaldinho Gaúcho. Porém, a arbitragem se equivocou ao assinalar penalidade, uma vez que a falta em cima de Luan ocorreu fora da área. O lance revoltou os argentinos e o técnico Gustavo Alfaro ficou na bronca com o árbitro na beira do campo.

Leia também:  Cuiabá vence Luverdense e se classifica para semifinal no sub-17

O jogo ficou nervoso no Independência. Ronaldinho e Marcone se desentenderam em lance fora da bola. Leandro Donizete reclamou de uma cotovelado do adversário. Porém, o Arsenal aproveitou um vacilo da defensiva atleticana para diminuir aos 40min, com Braghieri marcando de cabeça.

No final do primeiro tempo, a confusão se formou depois de uma disputa de bola envolvendo Leonardo Donizete. Os jogadores das duas equipes trocaram empurrões e houve invasão de campo. O árbitro mostrou cartão amarelo para Pierre, do Atlético, e Ortiz, do Arsenal.

Depois de encerrado o primeiro tempo, mais confusão entre os jogadores e seguranças. O técnico Cuca tentou conversar com atletas argentinos e com o técnico Gustavo Alfavo, mas o tumulto já estava armado e só foi contornado quando todos foram convencidos a entrar nos vestiários.

Leia também:  Flamenguistas são detidos por jogarem bombas em porta de hotel de time adversário

O Atlético voltou determinado para o segundo tempo e ampliou com menos de dois minutos de bola rolando. Jô recebeu de Ronaldinho na esquerda e cruzou rasteiro. Luan apareceu no segundo pau e tocou para o fundo da rede.

Sem deixar o ritmo cair, o Atlético chegou ao quarto gol aos 14min. Ronaldinho recebeu na lateral da grande área, dominou e bateu colocado para superar o goleiro Campestrini. Aos 40min, Benedetto, que havia entrado no segundo tempo, saltou a bomba em cobrança de falta e acertou o canto esquerdo de Victor para diminuir para o Arsenal.

Para fechar a goleada no Indpendência, Alecsandro, que havia entrado

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.