Os Estados Unidos ainda não decidiram se vão reconhecer o chavista Nicolás Maduro como presidente da Venezuela, à espera da auditoria da disputa por meio da recontagem dos votos, disse nesta quarta-feira (17) o secretário de estado John Kerry.

“A avaliação precisa ser feita e eu ainda não a fiz”, disse ele ao Comitê de Assuntos Estrangeiros da Câmara de Representantes, quando questionado se os EUA iriam reconhecer os resultados das eleições de domingo, em que Maduro venceu o opositor Henrique Capriles por estreita margem de votos. Capriles contesta a eleição e quer recontar todos os votos.

“Achamos que deve haver uma recontagem”, disse Kerry aos parlamentares.

Leia também:  Herdeiro da Samsung é condenado a 5 anos de prisão por propina à ex-presidente

O governo chavista da Venezuela, do qual Maduro é “herdeiro”, é inimigo político dos Estados Unidos, apesar dos fortes laços comerciais que unem os países.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.