Em sua estreia pela Copa do Brasil de 2013, o Flamengo venceu o Remo por 1 a 0 no Mangueirão e esfriou a crise que assola a Gávea pela má campanha no Carioca. O jogo em Belém foi de baixo nível técnico, mas o golaço de Rafinha no segundo tempo salvou o Rubro-negro de um empate na noite desta quarta-feira.

O resultado positivo não elimina o jogo de volta no Rio de Janeiro, marcado para o dia 17 de abril. Para isso, seria necessária uma vitória do Flamengo por dois gols de diferença. O próximo compromisso da equipe carioca é o confronto com o Duque de Caxias, no sábado, às 16h, pela quinta rodada da Taça Rio

Incendiado pela grande torcida presente ao Mangueirão, o jogo começou quente. As duas equipes tiveram chances logo nos minutos iniciais. O Flamengo aos 2min, quando Wallace e Hernane furaram em cruzamento de Rodolfo pela direita. Pouco depois, o Remo quase abriu o placar após falha de Felipe, mas Renato Santos cortou em cima da hora o chute de Diego Capela.

Leia também:  Luverdense fica no empate com o Paraná

Outra oportunidade surgiu apenas com chute cruzado de Gabriel direita, aos 33min. O quique da bola quase surpreendeu Fabiano, mas o goleiro conseguiu afastar o perigo. O gramado ruim diminuía a qualidade do jogo. Para evitar o campo, as duas equipes apostavam em lançamentos e levantamentos na área.

Antes do intervalo, o Remo conseguiu dar um último susto no Flamengo. Aos 43min, Leandro Cearense ganhou fácil de Renato Santos, invadiu a área e chegou na cara do gol. A conclusão, no entanto, saiu por cima da meta rubro-negra.

O segundo tempo começou com a mesma empolgação, mas ainda sem um grande futebol por conta dos dois times. O Flamengo apostava no toque de bola para envolver o Remo, mas sem muito brilho e objetividade.

Leia também:  Falso treinador é preso por pedofilia após prometer vaga em time em troca de 'nudes'

Tanto que o gol saiu num belo lance individual de Rafinha. Aos 9min, o atacante passou por Zé Antônio, invadiu a área pela esquerda e colocou no cantinho direito de Fabiano. Um golaço, que Hernane ainda tentou “roubar” , mas sem conseguir tocar na bola antes de entrar na meta do Remo.

Pressionado pelo gol dentro de casa, o Remo partiu com tudo para cima do Flamengo. O time atacava na base da vontade, mas encontrava uma defesa pouco organizada e até conseguia levar algum perigo.

O time paraense, no entanto, não conseguia o gol. O Flamengo se armava para sair em busca de contra-ataques e tentar um segundo tento, que eliminaria o jogo de volta no Rio de Janeiro. Aos 17min, João Paulo cruzou rasteiro para Gabriel, que concluiu por cima da meta de Fabiano.

Leia também:  Eurico Miranda é afastado da presidência do Vasco por ser acusado de apoiar vandalismo de torcida

Com o jogo relativamente sob controle. O Flamengo focou suas forças em segurar os últimos ímpetos ofensivos do Remo. O time da casa bem que tentou empatar o marcador, mas a zaga rubro-negra levou a melhor no embate.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.