O superintendente de Navegação Interior da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Adalberto Tokarski anunciou nesta quinta-feira (04), em Brasília, que o governo está estruturando a primeira Empresa de Desenvolvimento Hidroviário do país. Autarquia tratará exclusivamente sobre implantações de hidrovias no Brasil.

Apesar de não ter data definida para ser instalada, segundo o superintendente, a criação da empresa já foi acertada com o Ministério dos Transportes em uma reunião realizada esta semana no órgão.

O anúncio foi feito aos participantes do I Simpósio sobre Hidrovias Brasileiras, realizado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) em parceria com o Movimento Pró-logística.

O deputado federal Wellington Fagundes (PR/MT) presente no evento, comemorou o anúncio e disse acreditar que a decisão vai interferir diretamente nos planos do governo para o desenvolvimento logístico do país. “O governo precisa de planejamento. Às vezes tem o recurso, mas não há projetos e para construção de hidrovias isso é imprescindível”, explicou.

Leia também:  Câmara aumenta para oito anos prisão para bêbado que dirige e mata

A Antaq acredita que a empresa quando instalada vai impulsionar os investimentos e comparou a autarquia com a Valec e a Secretaria de Portos, responsáveis pelo gerenciamento de ferrovias e dos portos brasileiros. “Sempre defendemos que precisávamos de uma instituição para cuidar da parte hidroviária e esta empresa vem em uma boa hora. […] O setor de hidrovias tem demanda forte no país”, elucidou.

A tendência é que nova empresa seja ligada ao Ministério dos Transportes e a Secretaria de Portos. A Antaq irá trabalhar na regulamentação dos trabalhos desenvolvidos pela autarquia.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.