Os cerca de 200 manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) do Distrito Federal que invadiram a sede da Terracap, em Brasília, deixaram há pouco o local. A desocupação foi uma exigência do governo do Distrito Federal (GDF) para que os manifestantes fossem recebidos.

Neste momento, representantes do movimento conversam com o secretário adjunto da Secretaria de Governo, Ricardo Vale. Em nota, o MST-DF informou que a ocupação ocorreu em função da “paralisação das pautas da reforma agrária em nível nacional e, sobretudo, da histórica negação das políticas de reforma agrária do Distrito Federal, que somente no final do ano de 2012, ainda de forma extremamente tímida, passaram a ser negociadas com o governo do DF por pressão dos movimentos sociais”.

Leia também:  Criança sequestrada enquanto brincava é encontrada morta dentro de mala

Segundo a Polícia Militar, o prédio foi ocupado por volta das 4h da madrugada desta segunda-feira (15). Os manifestantes aceitaram sair de forma pacífica. Segundo a assessoria de imprensa do GDF, as áreas reivindicadas são propriedade do governo federal.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.