A mulher de Tamerlan Tsarnaev, suspeito pelos ataques à Maratona de Boston morto em confronto com a polícia, disse por meio de seu advogado que seu marido estava em casa quando ela saiu para trabalhar na última quinta-feira e que soube que ele era suspeito pela TV. A informação foi veiculada pela rede de TV americana WCVB. Segundo a emissora, Katherine Russell é um dos alvos da investigação e está com sua família em Rhode Island.

Os ataques à maratona deixaram três mortos e cerca de 180 feridos. O outro suspeito, irmão de Tamerlan, foi capturado pela polícia na última sexta-feira e está internado. O universitário de origem chechena deve ser denunciado por crimes federais já nesta segunda-feira (22), enquanto permanece hospitalizado sob vigilância armada, com graves ferimentos e impossibilitado de falar. Na noite de domingo, a imprensa informou que ele estava consciente e respondendo por escrito a perguntas, mas a polícia de Boston não confirmou isso.

Leia também:  Furacão Maria mata 9 pessoas no Caribe e chega causando muita destruição em Porto Rico

Ainda segundo a rede WCVB, membros da família Tsarnaev disseram que Tamerlan era infeliz e violento, e que o jovem de origem chechena tornou-se cada vez mais militante nas suas crenças.

Pessoas próximas a Tamerlan, segundo a reportagem, disseram que ele mudou depois de uma viagem de seis meses para a Rússia no ano passado. O FBI já havia confirmado que autoridades russas acreditava que ele era um “seguidor do islamismo radical”. O FBI disse que o investigou, mas que não encontrou nenhuma atividade considerada suspeita.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.