A sonda Cassini, da agência espacial americana (Nasa), encontrou evidências de que meteoros se chocam com os anéis do planeta Saturno.
Segundo a Nasa, que estuda Saturno e suas luas, se tratam de pedaços de rochas espaciais com tamanhos que variam entre um centímetro e vários metros. Ainda de acordo com os cientistas, analisar o impacto desses fragmentos pode ajudar a compreender como se formaram diferentes planetas do Sistema Solar.

Os pesquisadores estudaram nove impactos nos anéis de Saturno que ocorreram em 2005, 2009 e 2012. Eles acreditam que os meteoros se fragmentam ao interagir com os anéis e seus destroços perdem velocidade e entram na órbita de Saturno.

Leia também:  Cessar-fogo avança e milhares de pessoas devem deixar fronteira entre Síria e Líbano

As imagens divulgadas pela agência mostram nuvens detectadas pela Cassini que forma liberadas após o impacto de pequenos objetos com os anéis. De acordo com Linda Spilker, envolvida com o projeto da Cassini, os novos resultados sugerem que a quantidade de meteoros que entram em Saturno é muito similar à quantidade que impacta a Terra.

A missão Cassini-Huygens é um projeto de cooperação entre a Nasa, a Agência Espacial Europeia (ESA) e a Agência Espacial Italiana (ASI). O Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da Nasa, em Pasadena, na Califórnia, projetou, desenvolveu e montou a sonda e suas duas câmeras. Atualmente, o JPL administra a missão, e o Instituto de Ciência Espacial em Boulder, no Colorado, fica responsável por operar as imagens.

Leia também:  Mulher mata namorado brincando com arma de fogo nos EUA
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.