Divulgação
Divulgação

A vitamina D tem sido associada à redução do risco de várias doenças, mas este é o primeiro estudo a examinar sua ligação com miomas, tumores benignos do útero que podem causar dor e hemorragia.

Pesquisadores selecionaram aleatoriamente 620 mulheres brancas e 410 negras com idades entre 35 e 49 anos, e determinaram seus níveis de vitamina D com exames de sangue e seu estado de saúde através de questionários. A análise aparece na edição de maio do periódico Epidemiology.

Cerca de dois terços das mulheres tinham miomas. Em todo o grupo, apenas 10% das mulheres negras e 50% das mulheres brancas apresentavam níveis de vitamina D acima de 20 nanogramas por mililitro, geralmente considerado um nível adequado.

Leia também:  Está trabalhando demais? Cuidado, seu coração pode pifar

Após o ajuste para idade, atividade física, exposição ao sol e outras variáveis, eles descobriram que um nível de vitamina D acima de 20 nanogramas reduziu o risco de miomas em 32%, e que cada aumento de 10 nanogramas por mililitro de vitamina D foi associado a um risco 20% menor para o desenvolvimento de um mioma.

Alimentos ricos em vitamina D:

Atum fresco (90g): 3.6 mcg
Sardinha fresca (100g): 5.2 mcg
Sardinha enlatada (100g): 17 mcg
Manteiga (1 colher): 0.45 mcg
Cogumelos (100g): 0.65 mcg
Leite (1 copo): 0.17 mcg
Gema de ovo (100g): 0.53 mcg
Ovo de galinha (100g): 0.8 mcg
Fígado de boi (100g): 1.12 mcg
Iogurte (1 potinho): 1.2 mcg

Leia também:  Livro ensina o que fazer nos 1000 dias mais importantes do bebê
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.