O empresário de Oscar Pistorius afirmou que o biamputado deseja voltar aos treinamentos e ainda revelou que o atleta visitou recentemente a pista em que costumava trabalhar na África do Sul. Seu agente, porém, não detalhou quando o campeão paralímpico poderá retomar a sua rotina de atividades.

Peet van Zyl disse que Pistorius declarou em um encontro com ele e o treinador Ampie Louw, na última terça-feira, que ele está “definitivamente ansiosos para voltar à pista para voltar a treinar”. “Quando, exatamente, é a sua escolha”, afirmou o empresário.

Pistorius também visitou sua pista de treino em Pretória, em 24 de março, embora não tenha treinado, disse o agente. O sul-africano treinou pela última vez há mais de dois meses e sua última competição foi a vitória dos 400 metros nos Jogos Paralímpicos de Londres, em setembro do ano passado.

Leia também:  Acontece nesse final de semana 1º Torneio de Férias de Vôlei no Ginásio Municipal de Jaciara

Van Zyl disse que Pistorius não estava preparado “mentalmente” para competir ainda, depois de ser acusado de ter assassinado premeditadamente Reeva Steenkamp, sua namorada, no dia 14 de fevereiro, em sua casa.

– A partir de nossa reunião, ficou claro e evidente que vai levar algum tempo para isso. Ele está tentando processar toda esta provação.

Pistorius também disse a seu agente e treinador que só vai considerar a participação no Mundial de Atletismo, em Moscou, em agosto, se estiver em condições de competir em alto nível.

– Ele [Pistorius] me afirmou claramente ontem, que, para o Mundial, em primeiro lugar, ele precisa estar em forma.

Leia também:  Circuito de Tênis têm inscrições abertas para torneio em Cuiabá

Van Zyl explicou que só vai entrar em contato com promotores de provas sobre um retorno à competição do atleta mais famoso do mundo com deficiência apenas quando Pistorius indicar que estiver pronto.

– Há questões sensíveis, mas no final do dia são esses caras que decidem.

Pistorius afirmou que atirou acidentalmente na sua namorada depois de confundi-la com um intruso em sua casa. A promotoria o acusou de assassinato premeditado e diz que ele disparou intencionalmente em Steenkamp através de uma porta do seu banheiro após uma discussão.

A próxima audiência será em 4 de junho, quando os promotores devem realizar indiciamentos. O julgamento de Pistorius pode não começar até o final do ano, ou mesmo não antes do início de 2014. No momento, o campeão paralímpico está em liberdade sob fiança.

Leia também:  Em competição em Cuiabá, estudantes de Rondonópolis se classificam para Jogos Brasileiros
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.