A Polícia Judiciária Civil cumpriu dois mandados de prisão, um por estupro de vulnerável e o outro de crime de homicídio, no município de Nova Ubiratã (502 km ao Norte), na quarta-feira (03.04). As ordens de prisão foram cumpridas pela equipe do delegado Walter de Melo Fonseca Junior.
Um dos presos é Elisandro Marcus Narciso, 35, acusado de estuprar uma menina  G.F.M., à época com 10 anos. Segundo o delegado Walter de Melo, vítima e agressor eram vizinhos e o suspeito aproveitou-se do relacionamento de amizade que estabelecia com a família para cometer o abuso contra a criança.
A denúncia do crime chegou à Polícia Civil em 2011 e o inquérito foi concluído em janeiro de 2013. A prisão foi decretada pelo juiz da comarca, no curso do processo. Elisandro foi localizado ainda no município de Nova Ubiratã.
Por crime de homicídio foi preso João Roberlei Wurzios, 43, acusado de assassinar Eduvagner dos Santos, 22. A vítima mantinha um relacionamento amoroso, sem a aprovação da família da moça, com a sobrinha do preso.
O crime foi cometido, após João escutar a vítima comentar com outras pessoas, sobre o namoro com sua sobrinha, em um restaurante da cidade.  A vítima, Eduvagner, mencionou mensagens enviadas pela namorada ao seu celular, contrariando João, o qual desferiu um golpe certeiro com uma garrafa na cabeça da vítima, que sofreu traumatismo craniano e ficou internado na cidade de Tangará da Serra. Ele morreu oito dias depois do crime, no dia 17 de março deste ano.
O autor do crime, João Roberlei Wurzios, foi localizado na quarta-feira (03.04),  em uma fazenda no Distrito de Boa Esperança do Norte, no município de Sorriso. Ele responderá pelos crimes de homicídio qualificado e lesão corporal, pois também agrediu uma segunda pessoa que estava no restaurante.
De acordo com o delegado, Walter de Melo Fonseca Junior, o inquérito policial será concluído em 10 dias.
Advertisements
Leia também:  Em MT, homem é detido com mandado totalizando mais de 10 anos de prisão

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.