O candidato Henrique Capriles durante discurso a estudantes de Maracaibo (Foto: Isaac Urrutia/Reuters)
O candidato Henrique Capriles durante discurso a estudantes de Maracaibo (Foto: Isaac Urrutia/Reuters)

 

O presidente do Equador, Rafael Correa, afirmou que o líder opositor venezuelano Henrique Capriles é um golpista por ter apoiado a destituição do falecido presidente Hugo Chávez em 2002, em uma entrevista ao canal CNN.

Ao ser questionado se Capriles é um golpista, Correa afirmou: “Certamente, toda a direita venezuelana. Olhe o papel de Capriles no golpe de 2002, no golpe de Estado contra Chávez, apoiou o golpe de 2002”.

“Há golpismo permanente na região”, completou Correa, para quem as eleições venezuelanas de 14 de abril foram “transparentes e democráticas”.
Para o presidente equatoriano, não há motivos para duvidar da vitória de Nicolás Maduro e do veredicto do Conselho Nacional Eleitoral (CNE) venezuelano.

Leia também:  EUA e Coréia do sul simulam manobras de bombardeio sobre Coréia do Norte

“Como membro da Unasul não permitiremos que se desestabilize a Venezuela”, afirmou.

Ao comentar o pedido de Capriles de auditar 100% das urnas das eleições nas quais foi derrotado por 1,8%, Correa disse que “se alguém quer fazer uma recontagem e lhe satisfaz, que o faça, em boa hora, se fizer”.

Mas ele ressaltou que o sistema eleitoral venezuelano “é um dos melhores do mundo” e que com este sistema “nunca houve questionamentos até que o candidato da direita perdeu por pouquinho”.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.