As vendas de caminhões devem crescer de 7% a 10% ante 2012 e atingir 185 mil unidades em 2013, de acordo com estimativas de executivos das principais montadoras do País reunidos no IV Fórum da Indústria Automobilística, em São Paulo. Já a produção deste tipo de veículo deve crescer até 25% entre os períodos para suprir a redução nos estoques.

“A produção deve crescer mais porque no começo do ano passado usou-se muito o estoque de veículos Euro 3 (produzidos no final de 2011) e agora os estoques estão um pouco reduzidos”, disse Ricardo Alouche, vice-presidente de Vendas, Marketing e Pós-Vendas da MAN Latin America, produtora também da marca Volkswagen.

Leia também:  Brinquedos e roupas estão em alta na lista de presentes para o Dia das Crianças

Já Bernardo Fedalto, diretor de Vendas de Caminhões da Volvo do Brasil, o destaque em 2013 ficará para o segmento de veículos pesados e extrapesados, que deve avançar 20% nas vendas sobre 2012. “Além da necessidade da agricultura, o crédito para esse segmento é mais amplo”, disse. Há ainda a questão da jornada restrita dos motoristas, que obrigará o uso de veículos maiores para transportar mais carga”, observou Alcides Cavalcanti, diretor de Vendas e Marketing da Iveco Brasil, empresa do grupo Fiat.

“Mas esse cenário de crescimento previsto para o setor depende do aumento de 3% no Produto Interno Bruto (PIB) do País”, alertou Cavalcanti, da Iveco. “A retomada dos níveis de vendas e produção ainda depende da economia brasileira”, complementou Tânia Silvestri, diretora de Vendas e Marketing de Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil.

Leia também:  Vendas de veículos aumentam 49% em MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.