Eliane afirma que o programa oferece uma política de saúde pública mais eficiente e humanizada as gestantes. Foto: Ricardo Costa/AGORA MT
Eliane afirma que o programa oferece uma política de saúde pública mais eficiente e humanizada as gestantes. Foto: Ricardo Costa/AGORA MT

Um atendimento mais humanizado e combater a mortalidade materno-infantil, essa é a finalidade do programa do Governo Federal, Rede Cegonha, lançado em todo Brasil, nesta segunda-feira (08), em Mato Grosso a proposta será executada em dois polos, em Cuiabá para atender e baixada cuiabana e em Rondonópolis para acompanhar as gestantes dos 19 municípios da região sul do Estado.

A gerente do Departamento de Ações Programáticas da Secretaria Municipal de Saúde, Eliane Ormond, disse que o programa oferece uma política de saúde pública mais eficiente onde o acompanhamento, mais especifico, tem início no atendimento pré-natal nas unidades de saúde e conclui com o parto da criança.

Eliane explica que o polo foi dividido em quatro micro-áreas, onde será realizados os partos de caso de baixa risco nas cidades onde há maternidade e os demais casos são trazido para o Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis, contudo todos os municípios estarão envolvidos em uma mesma causa. Outra novidade com a implantação do programa é a agilidade de diagnóstico com testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites ‘B e C’.

Leia também:  Rondonópolis também está com a emissão de passaporte suspensa

Para a secretaria de Saúde, Marildes Ferreira, receber o programa em Rondonópolis é um motivo de orgulho e acredita que as futuras mães terão mais tranquilidade durante o período gestacional e acrescentou que inclusive os enfermeiros e médicos das unidades de saúde já passaram por uma capacitação para atender dentro dos requisitos do programa e até o final do mês serão os profissionais da Santa Casa.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.