Foi aprovado na última sessão ordinária da Câmara Municipal, o projeto de autoria do vereador Thiago Silva (PMDB), que institui no município o programa “Arvore do Saber”.  A proposta tem como objetivo o de estimular a difusão da leitura e a formação de uma sociedade leitora. Além disso, o incentivo a produção literária e editorial.

A proposta do projeto institui a criação do Prêmio Municipal de Estímulo a Leitura voltado para as escolas que implementarem o melhor programa de incentivo. Além disso, também cria a medalha Monteiro Lobato para condecorar os alunos das redes de educação pública e privada que se destacarem.

“A leitura é essencial para a formação da cultura de um país, principalmente no Brasil, onde os índices de alfabetização e de leitura ainda são preocupantes. É vital que os estados e municípios invistam em políticas públicas para formação de leitores”, disse o vereador Thiago Silva.

Leia também:  Acompanhe ao vivo | Câmara vota denúncia contra o presidente Michel Temer

Ele explica que para alcançar os objetivos da política municipal de incentivo a leitura de que trata a lei aprovada, a Prefeitura Municipal deverá democratizar e promover o acesso a leitura oferecendo livros como instrumento de informação, revitalizar as bibliotecas municipais e renovar os acervos, incentivar o hábito da leitura de maneira lúdica com auxílio de mobiliários, objetos e brinquedos, realizar e apoiar eventos para difundir a leitura, instalar novas bibliotecas públicas na cidade, apoiar as instituições que defendam a difusão da leitura, garantir o acesso a leitura aos alunos com deficiência visual e estimular a circulação de livros de autores de Rondonópolis.

A proposta também autoriza ao poder público municipal a criação da Biblioteca Volante, cujo, a meta é levar os livros aos estudantes e população distantes das bibliotecas. “Precisamos trabalhar para que a cidade seja referência na região sul quanto à política de formação de uma sociedade leitora. Para isso, o município deverá promover programas de incentivo a leitura por meio das Secretarias de Educação e de Cultura”, finaliza Thiago.

Leia também:  Sérgio Moro condena o ex- gerente da Petrobrás a 15 anos e 2 meses de prisão
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.