Dois primeiros colocados na fase de classificação da Superliga masculina de vôlei 12/13, RJX (RJ) e Sada Cruzeiro (MG) chegam à decisão com perspectiva de equilíbrio. Para grande final, que será no próximo DOMINGO (14.04), às 10h, no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro (RJ), os dois times apostam em uma partida disputada e com previsão de cinco sets.

O fato de ter seis jogadores de seleção brasileira – o levantador Bruninho, o central Lucão, os ponteiros Dante e Thiago Alves, além do oposto Theo e do líbero Mário Júnior, sempre presentes nas convocações de Bernardinho – não faz do time carioca favorito. Pelo menos é o que afirma o técnico do RJX, Marcelo Fronckowiak.

“O conjunto do Sada Cruzeiro é muito forte. Eles estão juntos há muito tempo e se conhecem bem. Mas cada grupo tem a sua história e estamos construindo a nossa. Queremos reeditar o voleibol na cidade do Rio de Janeiro. Saímos de uma situação difícil na semifinal contra o Vivo/Minas e temos que manter esse bom momento na final”, disse Marcelo.

Leia também:  Torneio de tênis começa nesta quarta em Cuiabá

O ponteiro Dante, dono de três medalhas olímpicas, está acostumado a decisão. E mesmo assim sabe que não há segredo para vencer uma competição.

“Não tem muito a ser feito, além do que foi trabalhado durante a semana e ao longo de todo o campeonato. A nossa equipe está bem focada e concentrada. Claro que a ansiedade bate, mas não podemos deixar que isso atrapalhe. Acho que, se tem algum ponto mais importante nesse jogo, é tentar errar o menos possível. Não podemos dar pontos de graça para o adversário”, explicou Dante.

Do outro lado, o Sada Cruzeiro conta com um atleta presente na conquista da medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres/12: o oposto Wallace. Mas o atacante considera o coletivo como principal força do time mineiro, que ainda conta com o peso de ser o atual campeão da Superliga.

Leia também:  Atleta da Seleção brasileira de Hóquei é assassinado com tiro na nuca em SP

“É natural enfrentar um time com tantos jogadores de alto nível. Não vejo diferença nisso. Ajuda um pouco o fato de conhecer o jeito e o estilo de jogo deles, mas estamos falando de uma final e é muito difícil que isso decida alguma coisa. Sem cotar que o nosso time também tem grandes atletas e, juntos, formamos um time muito bom. O mais importante é estudar muito bem o adversário”, afirmou Wallace.

O técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, destaca o valor do adversário, mas deixa claro que sua equipe também está pronta para a grande decisão.

“O time deles está jogando muito bem. Até passou algumas dificuldades na série semifinal conta o Vivo/Minas, que era uma equipe que também estava em uma fase muito boa. O RJX é muito forte, foi formado para ser campeão, tem muitos jogadores de seleção, Dante que é um fenômeno, centrais muito fortes, enfim, é um time de estrela. Mas nós também estamos fortes e viemos ao Rio de Janeiro para buscar o bicampeonato”, garantiu Mendez.

Leia também:  Eurico Miranda é afastado da presidência do Vasco por ser acusado de apoiar vandalismo de torcida
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.