Os três senadores de Mato Grosso, Jayme Campos (DEM), Blairo Maggi (PR) e Pedro Taques (PDT), estiveram reunidos na tarde desta terça-feira (09) para analisar qual o critério mais justo para o estado na distribuição do Fundo de Participação dos Estados (FPE). As discussões em torno do FPE estão marcadas para hoje (9) no Plenário e o critério melhor avaliado pelos senadores mato-grossenses para evitar prejuízos ao estado é considerar a renda familiar, como parâmetro para a partilha, ao invés da renda per capita.

“A renda familiar é o melhor critério para o Mato Grosso. É o mais justo”, disse o democrata Jayme Campos, ao defender que os critérios da divisão do FPE sejam revistos pelo governo. “Como é que vai se promover uma renovação das gestões públicas, se a União não quer ceder. O governo federal tem que ajudar os entes federados, provendo o equilíbrio fiscal. Não tem outra saída”, enfatizou o senador.

Leia também:  Não está para brincadeira

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.