O presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso (TJD), João Scaravelli, concedeu liminar ao Vila Aurora e determinou que a Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) se abstenha de anunciar, oficialmente, os clubes rebaixados para segunda divisão do Estadual do ano que vem. Ela vale até que seja julgado, no mérito, outro recurso do clube, que pede a reversão da decisão que o declarou perdedor, da partida cancelada no dia 10 de março, em Rondonópolis, diante do Luverdense. O time rondonopolitano pleiteia um novo confronto.

O presidente do tribunal determinou notificação ao presidente da federação de futebol, Carlos Orione, para que apresente as informações necessárias até quarta-feira (24). Foi levado em consideração que com a não concessão da liminar, o Vila teria danos irreparáveis. Se o pedido de um novo jogo for atendido, o clube, até então considerado rebaixado para segunda divisão, tem a chance de desbancar o Sinop. Se vencer salta de 6 pontos (com os quais terminou em último a primeira fase) para 9. Por outro lado, o Galo do Norte ficaria com 7 e consequentemente rebaixado.

Leia também:  Jogador Edilson "capetinha" é preso por falta de pagamento de pensão

Há poucos dias, o TJD negou outro negou recurso impetrado pela direção do Vila Aurora referente a decisão que deu vitória ao Luverdense. Como a partida era de responsabilidade do Vila, o tribunal multou o clube. Mas foi a federação quem decidiu dar os três pontos para o time de Lucas do Rio Verde.

O jogo acabou cancelado pela falta de uma ambulância, de responsabilidade da equipe da casa, que também foi multada em R$ 5 mil por não ter providenciado as condições necessárias.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.