Foto: Ilustrativa
Em depoimento no CISC de Água Boa, o acusado confessou o crime-Foto: Ilustrativa

Um homem acusado de homicídio qualificado por motivo fútil foi preso pela Polícia Judiciária Civil, nesta quarta-feira (15.05), em Água Boa (730 km a Leste). O servente de pedreiro Josenildo Silva Santos, 28, conhecido como “Lagoa”, é apontado na autoria do assassinato do professor Guiomar Souza de Lima, 33.

A vítima foi assassinada a golpes de faca, na noite de 04 de maio, na residência em que os envolvidos moravam, no bairro Guarujá, em Água Boa. Com a identificação do suspeito, o delegado de Água Boa, Carlos César Simão Levergger, representou pela prisão preventiva, que foi decretada pela Justiça, na terça-feira (14).

Em posse do mandado de prisão, policiais civis do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC) de Água Boa, iniciaram diligências em busca do autor do homicídio. O acusado foi localizado no início da manhã desta quarta-feira, em uma fazenda na zona rural do município.

Leia também:  Acusados de matar jovem em padaria são absolvidos

De acordo com o chefe de operações, investigador Luciano Dias Batista, ao perceber a presença da polícia, o homicida tentou fugir, mas o local estava cercado pela equipe de investigadores.

Em depoimento no CISC de Água Boa, o acusado confessou o crime e disse que matou o colega, motivada por uma discussão ocorrida por uma partida de baralho. Em checagem, foi verificado que o homicida tem outras passagens pela polícia pelos crimes de lesão corporal e receptação.

O acusado, natural de Santana do Ipanema, Estado do Alagoas, foi conduzido a Cadeia Pública de Água Boa.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.