Júlia Jäsche foi matriculada na Escola Municipal de Educação Infantil Elaine Aparecida. Arquivo pessoal
Júlia Jäsche foi matriculada na Escola Municipal de Educação Infantil Elaine Aparecida. Arquivo pessoal

Depois de realizar uma campanha em redes sociais para conseguir uma vaga em escola para a filha Júlia Jäsche Quadros, 04 anos, a mãe da garota, Melissa Jäsche, comemora o primeiro dia de aula da filha.

Melissa afirma que ontem a filha chegou em casa super contente com a aula, a professora e os novos coleguinhas da Escola Municipal de Educação Infantil Elaine Aparecida onde foi matriculada.

Jäsche lembra que passava muita dificuldade, por não ter onde deixar a filha e muitas vezes a levava para a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), onde faz o curso de Geografia. A universitária disse que esta feliz e mais tranquila com o fato da filha estar matriculada em uma escola, por mais que seja distante da residência onde mora.

Leia também:  Juíza destaca participação da sociedade em mutirão

Contudo Melissa frisa que a infelizmente muitas mães ainda não conseguiram matricular seus filhos e vivem o mesmo problema que Jäsche vivia. E destacou que o problema é do sistema, pois o Governo Federal não oferece suporte para que os municípios incluam as crianças na creche.

De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Educação, a inclusão das crianças de 4 a 5 anos é uma das prioridades da gestora da pasta, Ana Carla Muniz, e observou que este ano foram criadas 530 vagas e que mais 1.440 devem ser oferecidas quando novas unidades estiverem construídas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.