Em entrevista exclusiva à TV Bandeirantes, e reproduzida pela Bradesco Esportes FM, o meio campo do Vasco da Gama, Bernardo, rompeu o silêncio sobre o episódio com traficantes do Complexo da Maré, em que uma mulher acabou baleada. O jogador negou que tenha sido sequestrado e agredido por bandidos.
“Não. Não foi sufoco, só um pouco de susto, é o que eu posso falar. Um susto que eu jamais ia imaginar passar na minha vida. Graças a Deus estou bem, não sofri nada, estou bem, com saúde. E os que pensaram que eu sofri algo, eu estou aqui, estou mostrando, não tem nada. Tem só o joelho que já estava com a lesão do jogo. Tirando isso, estou 100 % bem de saúde”, afirmou.

Leia também:  Com vitória de Grêmio, Renato Gaúcho se torna o 1° brasileiro a vencer as Libertadores como jogador e técnico

 

Bernardo negou também qualquer tipo de envolvimento com Dayana Rodrigues, uma das mulheres do traficante Menor P. O meia declarou sequer conhecer a jovem.

“Não, mas isso não chegou nem a acontecer. Eu nunca vi a garota na minha vida. Eu nunca conheci, nunca vi a garota”, declarou o atleta.

O camisa 31 do Vasco garantiu ainda, ter amadurecido com o episódio, que está focado na família e na educação dos filhos.

“Com esse susto que eu tomei, a gente procura enxergar as coisas certas da vida, conversar mais com os pais, com a minha namorada que tem uma cabeça muito boa, pra começar a ter um caminho certo agora, não só dentro de campo, mas fora de campo também. Meus filhos são as crianças mais importante da minha vida. Hoje eu tenho que dar muito exemplo pra eles. Não posso mais pecar em coisa boba que acontece porque eu já tenho uma responsabilidade muito grande de estar mostrando coisas boas e espero que daqui pra frente as coisas comecem a andar pra mim”, disse o meia que, aos 22 anos, é pai de quatro filhos.

Leia também:  Flamengo vence Junior Barranquilla e garante a classificação para a final da Sul-Americana

Sobre o joelho operado, Bernardo não demonstra pressa em voltar ao time. O jogador prefere estar 100% recuperado daqui seis meses.

“Está uma dorzinha, incomoda bastante, mas tenho de superar essa dor pra pensar em algo positivo lá na frente, que é voltar a jogar. É um tempinho que vou ficar parado pra recuperar, fazer fisioterapia e, se Deus quiser, daqui seis meses estar voltando, eu não estou com pressa para voltar. Espero que o meu joelho esteja 100% recuperado para que eu possa entrar em campo de novo para atuar com a camisa do Vasco”.

Após sofrer uma torção no joelho esquerdo, no segundo tempo do jogo com o Quissamã, em que o Vasco venceu por 3 a 1, Bernardo foi submetido a exames que detectaram um rompimento do ligamento cruzado anterior. O meia já prestou depoimento na Delegacia de Bonsucesso.

Leia também:  Palmeiras assume a vice-liderança após vencer Grêmio fora de casa
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.