Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ) – A tentativa de realizar a repescagem do Billabong Rio Pro na quinta-feira acabou frustrada, pois as condições do mar continuaram as mesmas dos últimos dias no Rio de Janeiro. A quinta-feira amanheceu praticamente sem vento, com Sol, céu azul e nada de ondas para a continuação da etapa brasileira do WCT, que tem prazo até domingo para ser encerrada na capital carioca. A comissão técnica se reuniu às 6h30 e logo anunciou uma nova chamada para as 7h00 da sexta-feira, completando-se assim uma semana de adiamentos no Postinho da Barra da Tijuca.

A expectativa é de que o tempo só mude durante à tarde ou à noite, com a frente fria que já atingiu o sul do país e deve trazer um novo swell (ondulação) para o Rio de Janeiro. Certeza mesmo é que o Billabong Rio Pro 2013 será finalizado nos últimos dias do seu prazo. Até agora só foi realizada a primeira fase na quinta-feira da semana passada. Esta rodada de apresentação dos melhores surfistas do mundo não é eliminatória. Os vencedores das doze baterias avançaram direto para a terceira fase e os perdedores têm uma segunda chance de classificação na repescagem, que vem sendo adiada desde a última sexta-feira.

Leia também:  Aberta as inscrições do Bolsa Atleta pelo Ministério do Esporte

Entre os que escaparam de estar vivendo essa ansiedade da volta do evento, estão os ponteiros do ranking mundial que podem brigar pela liderança até em uma final do Billabong Rio Pro entre eles. É o caso do número 1, Kelly Slater, do vice Mick Fanning, do quarto colocado Adriano “Mineirinho” de Souza e do atual campeão mundial Joel Parkinson e o americano Nat Young, que estão empatados em quinto lugar na classificação geral das duas etapas que abriram o ASP World Tour 2013 na Austrália.

A exceção é o australiano Taj Burrow, que divide a vice-liderança do ranking com Fanning. Ele perdeu para o havaiano Sebastian Zietz em sua estreia na quinta-feira passada e vai disputar o primeiro duelo eliminatório da etapa brasileira do WCT com o campeão carioca Gustavo Fernandes. Outros seis brasileiros também perderam as suas primeiras baterias e vão ter que encarar o tudo ou nada da repescagem. São tantos que um duelo verde-amarelo acabou formado na 11.a das doze baterias, entre dois tops da elite, o catarinense Alejo Muniz e o paulista Miguel Pupo, que estão hospedados juntos no Rio de Janeiro.

Leia também:  MT fatura ouro e prata na luta olímpica dos Jogos Escolares

SEGUNDA FASE – REPESCAGEM – Vitória=Terceira Fase / Derrota=25.o lugar – US$ 8.000 e 500 pontos:
1.a: Taj Burrow (AUS) x Gustavo Fernandes (BRA)
2.a: Josh Kerr (AUS) x Messias Felix (BRA)
3.a: Julian Wilson (AUS) x Jack Freestone (AUS)
4.a: Jeremy Flores (FRA) x Ricardo dos Santos (BRA)
5.a: Michel Bourez (TAH) x Yadin Nicol (AUS)
6.a: C. J. Hobgood (EUA) x Dusty Payne (HAV)
7.a: Adrian Buchan (AUS) x Raoni Monteiro (BRA)
8.a: Kai Otton (AUS) x Adam Melling (AUS)
9.a: Damien Hobgood (EUA) x Brett Simpson (EUA)
10: Travis Logie (AFR) x Kieren Perrow (AUS)
11: Alejo Muniz (BRA) x Miguel Pupo (BRA)
12: Matt Wilkinson (AUS) x Filipe Toledo (BRA)

Leia também:  Eurico Miranda é afastado da presidência do Vasco por ser acusado de apoiar vandalismo de torcida

PRIMEIRA FASE CLASSIFICATÓRIA – 1.o=Terceira Fase / 2.o e 3.o=Repescagem:
1.a bateria: 1-Patrick Gudauskas (EUA)=11.50, 2-Josh Kerr (AUS)=10.27, 3-Alejo Muniz (BRA)=1.40
2.a: 1-Adriano de Souza (BRA)=12.07, 2-Yadin Nicol (AUS)=7.56, 3-Matt Wilkinson (AUS)=1.83
3.a: 1-Sebastian Zietz (HAV)=15.66, 2-Ricardo dos Santos (BRA)=8.93, 3-Taj Burrow (AUS)=8.67
4.a: 1-Mick Fanning (AUS)=13.20, 2-Filipe Toledo (BRA)=8.27, 3-Jack Freestone (AUS)=7.96
5.a: 1-Joel Parkinson (AUS)=13.34, 2-Messias Felix (BRA)=9.83, 3-Miguel Pupo (BRA)=2.47
6.a: 1-Kelly Slater (EUA)=16.30, 2-Kieren Perrow (AUS)=4.63, 3-Gustavo Fernandes (BRA)=4.23
7.a: 1-Glenn Hall (IRL)=15.00, 2-Travis Logie (AFR)=10.00, 3-Julian Wilson (AUS)=1.46
8.a: 1-Gabriel Medina (BRA)=18.00, 2-Dusty Payne (HAV)=7.26, 3-Damien Hobgood (EUA)=4.04
9.a: 1-Nat Young (EUA)=11.46, 2-Raoni Monteiro (BRA)=9.74, 3-Jeremy Flores=9.37
10: 1-Jordy Smith (AFR)=16.94, 2-Adam Melling (AUS)=12.44, 3-Kai Otton (AUS)=5.53
11: 1-Bede Durbidge (AUS)=11.27, 2-Michel Bourez (TAH)=9.77, 3-Brett Simpson (EUA)=9.27
12: 1-Kolohe Andino (EUA)=12.43, 2-Adrian Buchan (AUS)=8.56, 3-C. J. Hobgood (EUA)=7.43

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.