Não foi dessa vez que o Brasil retomou o cinturão dos pesos pesados do UFC. Impondo seu jogo e mostrando porque é o mais completo lutador da categoria, Cain Velasquez não deu chance para Antonio Pezão e nocauteou com apenas 1min21 do primeiro round, mantendo o título que retomou no final do ano passado.

Agora, está tudo pronto para o norte-americano fechar a trilogia contra o Junior dos Santos. Com uma vitória para cada lado, os dois devem se reencontrar pela terceira vez para fazer o desempate valendo o cinturão dos pesados. Pelo menos foi o que Dana White tinha indicado antes do combate. Agora é esperar a confirmação.

“Eu venci o título, quero continuar lutando contra os melhores caras”, disse Cain ainda no octógono, explicando que o jogo era se mover bastante. Agora, ele já pensa no desempate contra Junior Cigano. “Ele venceu hoje, é duro, sempre foi duro.”

Leia também:  José Aldo terá a revanche pelo cinturão contra o atual campeão Max Holloway

Velasquez continua com apenas uma derrota em sua carreira, exatamente para Junior no final de 2011. São 12 vitórias com a impressionante marca de dez por nocaute. Essa foi a primeira defesa de cinturão do norte-americano de origem mexicana. Em sua última passagem com o cinturão em sua mão, perdeu logo na primeira chance.

A luta

Pezão começou bem no combate, não aceitando o jogo de Cain. Na primeira tentativa de queda, o brasileiro se defendeu bem. Antonio tentava os contra-ataques e não queria que o rival encurtasse a distância. Pelo menos dois cruzados do brasileiro ficaram na esquiva no norte-americano. Mas contra o mais completo peso pesado do UFC, uma chance é o suficiente.

Leia também:  José Aldo terá a revanche pelo cinturão contra o atual campeão Max Holloway

Na primeira vez que Antonio foi para cima, para tentar o clinch, Velasquez acertou uma sequência de jab e direto de encontro, que levaram Pezão ao chão. Por lá, o campeão deu mais uma série de golpes e o árbitro brasileiro Mario Yamazaki teve de encerrar o combate com um nocaute. O desafiante ainda reclamou, dizendo que o juiz poderia ter esperado mais para finalizar a luta.

Card Principal
Cain Velásquez nocateou Antônio Pezão a 1min21 do 1º round
Junior Cigano nocateou Mark Hunt a 4min18 do 3º round
Glover Teixeira finalizou James Te Huna (guilhotina) a 2min38 do 1º round
TJ Grant nocateuou Gray Maynard a 2min07 do 1º round
Donald Cerrone venceu KJ Noons por ponto em decisão unânime dos juízes

Leia também:  José Aldo terá a revanche pelo cinturão contra o atual campeão Max Holloway

Card Preliminar
Mike Pyle venceu Rick Story por pontos em decisão dividida dos juízes
Dennis Bermudez venceu Max Holloway por pontos em decisão dividida dos juízes
Robert Whittaker nocauteou Colton Smith a 41s do 3º round
Khabib Nurmagomedov venceu Abel Trujillo por ponto em decisão unânime dos juízes
Stephen Thompson venceu Nah-Shon Burrell por ponto em decisão unânime dos juízes
George Roop nocateou Brian Bowles a 1min43 do 2º round
Jeremy Stephens venceu Estevan Payan por ponto em decisão unânime dos juízes

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.