Na reta final de preparação para um duelo, quem acompanha o dia-a-dia dos lutadores sabe que o processo de perda de peso é complicado para alguns atletas. Dieta, sauna, truques e mais truques para diminuir os quilinhos extras fazem parte do processo, mas sera que é assim também para um peso pesado?

Para tirar a teima, o UOL Esporte convidou Junior Cigano e equipe para jantar na Fogo de Chão – uma churrascaria brasileira em Las Vegas – depois da pesagem desta sexta-feira pelo UFC 160.

Encontramos Cigano na saída da arena e ele parecia bastante tranquilo depois de ter encarado pela segunda vez o neozelandês Mark Hunt. “Eu não precisei perder peso para o duelo, essa é a vantagem da minha categoria”, explicava o brasileiro, que bateu 108,6 quilos na balança do UFC.

Sem desgrudar um segundo do celular, ele estava muito bem humorado, interagindo sempre com os companheiros de equipe durante todo o trajeto até o restaurante. Lá, em vez de se esbaldar no rodízio, o brasileiro optou por um prato mais saudável, com folhas, peixe e é claro churrasco.

Leia também:  Judoca brasileira vence adversária com 11 segundos e se torna a bicampeã mundial

“Você estava esperando uma montanha de comida né?”, perguntava Ramon Lemos, treinador de jiu-jítsu da equipe, aos risos.

“Eu cuido da minha alimentação porque isso influencia sim no seu desempenho. Gosto de comer bastante massa, churrasco, mas meu prato favorito é sashimi de salmão, se deixar eu como todo dia”, revelou Cigano.

Em um clima descontraído, o atleta aproveitou para curtir o momento com a equipe, falando sobre os bastidores do evento e mostrando fotos tiradas com Mike Tyson durante a pesagem desta sexta-feira. Entre uma garfada e outra, ele cantarolava algum hit pop das rádios dos EUA. “Todo mundo sabe que eu adoro Adele. Também gosto de Katy Perry, enfim, de música pop”, dizia.

Logo a equipe atraiu a curiosidade de alguns fãs que estavam no local, e o brasileiro atendeu a todos os pedidos de fotos e autógrafos. “É gostoso receber esse apoio da torcida”, declarou o lutador, que não conseguiu sair do restaurante sem causar um certo tumulto.

Leia também:  Judoca brasileira vence adversária com 11 segundos e se torna a bicampeã mundial

Concentração e rotina pré-luta

Essa foi a última refeição de Cigano antes de se blindar para o duelo deste sábado. “Daqui, eu vou voltar para o meu quarto no hotel, onde vou ficar concentrado, descansado. Não treino hoje, vou dormir bem, acordar amanhã sem muita preocupação com o horário e me preparar para a luta”, explica.

No dia do duelo, o brasileiro faz todas as refeições no quarto e costuma chegar à arena cerca de 3 horas antes. “No vestiário ele fica assistindo às lutas pela televisão e relaxando até uma hora e meia antes do horário da luta dele”, explica a empresária Ana Claudia Guedes. “Então é hora de ele começar a se alongar e a fazer o seu aquecimento”, completa.

Depois de aquecido, Cigano treina um pouco de jiu-jítsu ainda no vestiário. “Mas é um treino bem leve”, explica o ex-campeão dos pesados do UFC. Cerca de meia hora antes do duelo, ele faz as bandagens das mãos e o processo é acompanhado por um representante da Comissão Atlética.

Leia também:  Judoca brasileira vence adversária com 11 segundos e se torna a bicampeã mundial

“Depois disso eu costumo bater manopla com o professor Dórea até pouco antes de lutar. Então eu me troco e fico aguardando o momento em que sou avisado de que é a minha vez de entrar e, aí, é só partir para a guerra”, conta.

Este é o roteiro exato de como será o dia de Cigano neste sábado, antes de enfrentar o ex-campeão do K-1 Mark Hunt. Às vésperas do combate, o brasileiro diz que não está ansioso.

“Eu não fico nervoso ou ansioso, só antes de subir no octógono mesmo que bate aquela adrenalina. Mas estou muito confiante com todo o trabalho que fiz até aqui e tenho certeza de que amanhã (sábado) farei as pazes com a vitória”, afirmou. “Aproveito para agradecer ao apoio de toda a torcida brasileira e pedir que torçam por mim e por todos os brasileiros do card de amanhã. Tenho certeza de que vou fazer uma grande luta, treinei

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.