Foto: assessoria
O vice-prefeito Rogério Salles e o vereador Rodrigo Lugli- Foto: assessoria

A comitiva rondonopolitana de 22 tucanos, liderados pelo vice-prefeito Rogério Salles e o vereador Rodrigo da Zaeli, mostraram animação e confiança neste início de semana quando faziam um balanço da convenção nacional do PSDB, que oficializou o senador mineiro Aécio Neves como o presidente nacional do partido e pré-candidato, já em plena campanha, à disputa da chefia da república em 2014.

O vereador Rodrigo da Zaeli afirmou que o que viu na reunião de sábado (18) em Brasília não foi só um discurso de união, mas uma prova prática de que os grandes nomes do partido estão fechados em cima do nome de Aécio.

“Foi a eleição nacional do PSDB que mais participaram delegados. Mais de 530 delegados estiveram presentes e 97% foram favoráveis ao Aécio. O boato de que o PSDB paulista estaria descontente com algumas situações realmente não procede, até porque estavam lá o Geraldo Alckmin (governador de São Paulo), o José Serra (ex-prefeito e ex-governador de São Paulo) e todos ativos, com discursos muito fortes e aderindo a campanha do Aécio”, confirmou.

Leia também:  Deputado Eduardo Botelho prioriza saúde do Estado

O vereador afirmou que se surpreendeu com o posicionamento do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que nos próximos dias completa 82 anos. “FHC mostrou que está engajado na campanha e vai ajudar o partido a retornar a presidência da república”, afirmou.

As falas de Rodrigo são confirmadas nos discursos das lideranças. Serra disse que quem quiser saber o que ele pensa ‘só tem uma fonte confiável’ que é ele próprio e confirmou que o momento é de aglutinação. Alckmin brincou e disse que São Paulo está de braços abertos para receber Aécio como o mais paulista dos mineiros.

Lembrando o discurso de Aécio, Rodrigo afirmou que os tucanos estão prontos para devolver o Brasil para os brasileiros. “O PT está usando a presidência da república para botar em prática seus projetos partidários. A presidência da república é para a nação como um todo”, criticou o parlamentar.

Leia também:  Obras de esgoto beneficiarão 1.600 famílias no Jd. Atlântico e Europa
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.