Foto publicada na rede social da mãe, que cobra por vaga na escola.
Foto publicada na rede social da mãe, que cobra por vaga na escola.

“Não temos vagas” essa é a resposta que alguns pais recebem ao tentar matricular os filhos com idade entre 4 e 5 anos nas escolas municipais de Rondonópolis.

A falta de sala de aulas suficientes para atender a todos tem gerado conflitos e criado dificuldades para os pais que desejam matricular seus filhos nas escolas municipais, comprometendo a formação educacional das crianças ou impossibilitando os pais de trabalhar em virtude de não ter onde deixar os filhos.

De acordo com Melissa Jäsche, a mãe de Júlia Jäsche, 4 anos,  uma das crianças que espera por uma vaga, afirma que a  filha fica triste em permanecer em casa enquanto as irmãs vão para a escola. Além da preocupação com quem deixar a filha, a mãe afirma que Júlia passa o dia interio na ociosidade, “não posso compactuar com as tardes ociosas, cheias de TV, computador, e atividades que poderiam ser melhores, caso a criança frequentasse a escolinha”.

Leia também:  CDL Rondonópolis realiza sorteio dos prêmios do Liquidaqui 2017

O Ministério da Educação espera que até o ano de 2016 todos os municípios cumpram a determinação do governo federal e ofereçam vagas para todas as crianças a partir dos 4 anos.

A diretora da Escola de Educação Infantil (EMEI) Mateus Vinícios Braz, Rosemeire Lucas Barretos, disse que infelizmente na unidade há uma lista de demanda reprimida, principalmente para as crianças de 5 anos, e que em alguns casos os pais exigem um horário para colocar o filho na escola. Contudo orientou que os responsáveis pelas crianças preencham uma ficha de espera na escola, para uma chamada caso surjam vagas na unidade.

RESPOSTA SEMEC

Em resposta ao questionamento sobre a demanda reprimida para crianças com idade entre 4 e 5 anos, a Secretaria Municipal de Educação informou que em Rondonópolis foi dado início a construção de nove Centros de Educação Infantil que ofertará mais 1.440 vagas para alunos de creche de 0 a 3 e pré-escola 4 e 5, sendo que pelo projeto do governo federal 60% das vagas são para creches e 40% para pré-escolas. No momento são atendidas 4.044 crianças em sete Escolas de Educação Infantil e Escolas de Ensino Fundamental e 1.832 em 14 Unidades de Educação Infantil que atendem as crianças de 0 a 3 anos.

Leia também:  Secretaria realiza confraternização especial para cerca de 500 idosos
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.