O espanhol Fernando Alonso venceu neste domingo o GP da Espanha, a quinta etapa da temporada 2013 da Fórmula 1, realizada no circuito de Barcelona. Quinto colocado no grid, o piloto da Ferrari assumiu a liderança logo na primeira parte da prova ao adotar uma postura agressiva e praticamente não teve a sua vitória ameaçada.
Esta foi a segunda vitória de Alonso no campeonato – antes ele havia vencido o GP da China. Este triunfo marca a sua recuperação após enfrentar problemas no GP do Bahrein, em que terminou apenas na oitava colocação, e o aponta como um dos candidatos ao título mundial.

Neste domingo, porém, o espanhol fez a alegria do seu torcedor em Barcelona ao superar a concorrência do finlandês Kimi Raikkonen, da Lotus, que terminou a prova em segundo lugar ao adotar uma estratégia diferente, realizando um pit stop a menos do que os principais concorrentes.

Assim, Alonso conquistou a 32ª vitória da sua carreira e se tornou o quarto piloto com mais triunfos na história da Fórmula 1, atrás apenas do alemão Michael Schumacher (91), do francês Alain Prost (51) e do brasileiro Ayrton Senna (41).

O brasileiro Felipe Massa subiu ao pódio pela primeira vez nesta temporada ao terminar o GP da Espanha na terceira colocação. O piloto da Ferrari largou em Barcelona apenas da nona posição e fez uma boa corrida de recuperação em Barcelona, com destaque para a sua primeira volta, quando superou três adversários.

O alemão Sebastian Vetttel ficou em quarto lugar na prova deste domingo, logo à frente do australiano Mark Webber, seu companheiro na Red Bull. Pole position, o alemão Nico Rosberg voltou a sofrer com a falta de ritmo de corrida da Mercedes e terminou o GP da Espanha na sexta colocação. O problema também afetou o inglês Lewis Hamilton, que largou do segundo lugar, mas concluiu a prova fora da zona de pontuação, apenas na 12ª posição.

O escocês Paul di Resta, da Force India, ficou em sétimo lugar, seguido pelo inglês Jenson Button, da McLaren, pelo mexicano Sergio Pérez, também da McLaren, e do australiano Daniel Ricciardo, da Toro Rosso, que completou a zona de pontuação do GP da Espanha.

Após a disputa da quinta etapa do campeonato, o Mundial de Pilotos continua sendo liderado pelo alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, que terminou a prova em quarto lugar e agora soma 89 pontos. Raikkonen é o segundo com 85 e Alonso é o terceiro colocado com 72 pontos. Já Massa ocupa o quinto lugar com 45 pontos, cinco a menos do que Hamilton, que caiu para a quarta colocação com o resultado ruim da prova deste domingo. O Mundial de Construtores é liderado pela Red Bull, com 131 pontos, seguida pela Ferrari, com 117, e pela Lotus, com 111.

A CORRIDA
Na largada, Rosberg conseguiu sustentar a ponta, enquanto Vettel subiu para a segunda colocação e Alonso para o terceiro lugar ao ultrapassagem Hamilton. Já Massa subiu ganhou três posições na primeira volta e alcançou o sexto lugar.

Sem bom ritmo de prova, os pilotos da Mercedes sofriam no circuito de Barcelona. Rosberg ainda conseguiu sustentar a liderança antes do primeiro pit stop, enquanto Hamilton foi ultrapassado por Raikkonen e Massa, caindo para o quarto lugar.

O mexicano Esteban Gutiérrez, da Sauber, chegou a assumir a liderança quando os principais pilotos pararam pela primeira vez nos boxes, enquanto Rosberg não conseguiu oferecer resistência em foi ultrapassado em sequência por Alonso, Vettel, Massa e Raikkonen após o pit stop inicial. Na 14ª volta, o mexicano parou nos boxes e Alonso herdou a liderança do GP da Espanha.

Após o segundo pit stop, Massa subiu para o segundo lugar, atrás de Alonso e à frente de Vettel e Raikkonen, último dos quatro primeiros colocados a parar nos boxes. O finlandês, com ritmo forte, assumiu a terceira colocação na 33ª volta ao ultrapassar o alemão com uma bela manobra.

Com uma estratégia de um pit stop a menos do que seus principais adversários, Raikkonen chegou a assumir a liderança, que foi retomada por Alonso ao ultrapassá-lo na 39ª volta. Essa manobra praticamente sacramentou o triunfo do espanhol, pois ele não teve mais a sua liderança ameaçada, nem após a última série de pit stops.

Assim, após a sua quarta parada, Alonso apenas administrou a liderança para conquistar a vitória no GP da Espanha para a alegria dos seus torcedores, mostrando que possui chances de lutar pelo título deste campeonato. Ele foi seguido por Raikkonen, Massa e Vettel, que não tiveram suas posições ameaçadas na parte final da corrida em Barcelona.

A sexta etapa da temporada 2013 da Fórmula 1 será disputada no dia 26 de maio, quando será realizado o GP de Mônaco.

Confira o resultado final do GP da Espanha de Fórmula 1:

1º. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – 66 voltas

2º. Kimi Raikkonen (FIN/Lotus) – a 9s3

3º. Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a 26s0

4º. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) – a 38s2

5º. Mark Webber (AUS/Red Bull) – a 47s9

6º. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 1min08s0

7º. Paul di Resta (ESC/Force India) – a 1min08s9

8º. Jenson Button (ING/McLaren) – a 1min19s5

9º. Sergio Pérez (MEX/McLaren) – a 1min21s7

10º. Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso) – a 1 volta

11º. Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber) – a 1 volta

12º. Lewis Hamilton (ING/Mercedes) – a 1 volta

13º. Adrian Sutil (ALE/Force India) – a 1 volta

14º. Pastor Maldonado (VEN/Williams) – a 1 volta

15º. Nico Hulkenberg (ALE/Sauber) – a 1 volta

16º. Valtteri Bottas (FIN/Williams) – a 1 volta

17º. Charles Pic (FRA/Caterham) – a 1 volta

18º. Jules Bianchi (FRA/Marussia) – a 2 voltas

19º. Max Chilton (ING/Marussia) – a 2 voltas

Não completaram:

Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso)

Giedo van der Garde (HOL/Caterham)

Romain Grosjean (FRA/Lotus)

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.