Dois índios da etnia Bororo morreram em um acidente na MT-040, cerca de 30 quilômetros à frente do Distrito de Fátima de São Lourenço, na manhã desta segunda-feira (20). O acidente envolveu dois carros, modelo Uno, e um ônibus.  Uma mulher e duas crianças que estavam em um dos veículos tiveram ferimentos leves e já foram socorridas.

As primeiras informações são de que um dos carros teria furado o pneu e o outro que vinha atrás parou para prestar socorro e que neste momento o ônibus não teria conseguido frear e acabou batendo no Uno e consequentemente atingiu o veículo que estava na frente com o pneu furado.

No momento da colisão, Dário Brame, 40 anos, que havia descido para ajudar trocar o pneu foi atropelado pelo ônibus, já a segunda vítima foi Nilson Kuogado que estava no carro da frente e acabou ficando preso nas ferragens. Os dois morreram no local.

Leia também:  Apreensões de drogas em MT aumentam 21% no 1º semestre de 2017

Os dois Unos seguiam para uma Aldeia Gomes Carneiro que pertence a cidade de Jucimeira. O motorista do ônibus fugiu do local para não ser ‘linchado’ pelos índios que estão revoltados com a situação. Outros indígenas chegaram depois do ocorrido e ameaçavam colocar fogo no ônibus.

ATUALIZAÇÃO

O índio Dário Brame era professor, assim como a sua esposa que estava com ele em um dos veículos juntamente com suas duas filhas. Já a outra vítima, Nilson Kuagado era funcionário da Saúde, mas não foi divulgado a qual órgão.

A confusão só foi contida após a chegada do delegado de Jucimeira, Maurício Hoescht, que conseguiu contornar a situação, já que os índios queriam colocar fogo no ônibus.

Leia também:  Cai em 28% o número de roubos de aparelho celular em MT

Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Rondonópolis.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.