A Justiça concedeu a prisão preventiva de 21 pessoas investigadas na operação “Implosão”, além de seis decretadas no curso da investigação da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), que desarticulou uma organização criminosa envolvida em pelo menos 25 ataques a caixas eletrônicos nos Estados de Mato Grosso, Rondônia e Mato Grosso de Sul.

O inquérito policial foi encaminhado na quinta-feira (02.05) e as prisões decretadas na sexta-feira (03.04), pela juíza Selma Rosani Santos Arruda. Ao todo, 27 criminosos vão responder preventivamente pelos crimes de bando ou quadrilha, roubos qualificados e porte de artefatos explosivo. Apenas três estão foragidos.

Nas investigações, a Polícia Civil também indiciou 35 integrantes da quadrilha que explodiu caixas eletrônicos de 23 pontos nas cidades de Cacoal (RO), Rolim de Moura (RO), Pimenta Bueno (RO), Alvorada do Oeste (RO), Nova Brasilândia, Campo Grande (MS), Cuiabá, Várzea Grande, Denise, Nobres, Colíder, Nova Olímpia, Dom Aquino, Campo Verde, Pedra Preta, São José dos Quatro Marcos, Comodoro, Barra do Bugres.

Leia também:  Investigação de inteligência da PM leva a prisão de homem por falsidade ideológica

O grupo também é investigado em ataques a caixas nos municípios de Colíder, Campo Novo do Parecis, Rondonópolis, Dom Aquino, Pedra Preta, Lucas do Rio Verde e Nova Monte Verde.

De acordo com o delegado adjunto do GCCO, Gianmarco Paccola Capoani, responsável pelas investigações, “vê-se claramente e com riqueza de detalhes a existência de uma verdadeira quadrilha voltada à prática de crimes de roubos qualificados e com atuação interestadual”.

A operação “Implosão” foi deflagrada no dia 25 de abril e culminou no cumprimento de 25 mandados de prisão de 31 ordens decretadas pela Justiça (25 temporárias e seis preventivas).

Tiveram prisão preventiva decretadas: Acetildes Martins Ribeiro (Neguinho) – não localizado; Eduardo Gonçalo dos Santos (Gonçalo); Gimerson Rodrigues Elias (Elias); Israel Ferreira Almeida (Nene); Jean Carlos Moreno Ferreira (Pânico); Jefferson Michael Mendes Sobrinho (Gê); Jefferson Da Silva Moraes (Porcão); Joliam Januário dos Santos (Maninho) – não localizado; Jonas Souza Gonçalves Junior (Junior ou Juninho Batman); Julyender Batista Borges; Mailson Garbercht; Marcelo Grilo Cardoso; Maykon Jonatas Amaral Costa (Zé Pequeno); Paulo Donizeti Cardinalli (Véio); Rodrigo Claudio de Souza (Linguiça); Ronielson Carlos Gonçalves (Roni Capeta); Thelluan Martin Borges (Luan, Magrinho Ou Neguinho); Vander Ferreira (Neguinho do Cangaço); Wellington de Matos Couto (Wellington Burga); Wenderson Do Espírito Santo Cunha (Windi Ou Winde), Zaqueu Moraes Neves (Izaque).

Leia também:  Usando o mesmo carro para cometer roubos e furtos, suspeito é preso pela Polícia
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.