“A realização de um sonho” essa foi a afirmação mais ouvida nesta sexta-feira (03) durante a cerimônia onde o governador Silval Barbosa assinou a ordem de serviço para conclusão da rodovia MT-040,  que liga Rondonópolis a Cuiabá, passando pelo Pantanal.

Barbosa frisou que se sente orgulhoso em poder autorizar a execução da obra que é um pedido antigo, inclusive com organizações sociais, como por exemplo, o Comitê Pro Rodovia, e espera que ate o final do ano os trabalhos sejam concluídos e a população tenha mais uma rota alternativa.

O Governador disse que para a execução da obra, o trecho de 77 quilômetros foi dividido em quatro lotes, o que proporcionara uma maior celeridade nos trabalhos. Sendo as empresas contratadas Cosntil, Agrimat, Encomind e Cavalca que devem iniciar o quanto antes a construção da rodovia. Sendo o recurso superior a R$ 85 milhões é oriundo do MT Integrado e outra parte vindos do Ministério do Turismo, por meio de emendas parlamentares, como as do deputado Carlos Bezerra.

Leia também:  Cursinho Força e Honra oferece aos alunos palestra com Paulino Yoshida

Elmo Bertinett, presidente do Comitê Pró-Rodovia, afirmou que a assinatura da ordem de serviço é uma conquista enorme, pois além de ser uma rota alternativa que contribuirá com a redução de acidentes e mortes na BR-364, também fomentará a economia na região de Mimoso e oferecerá uma trilha ecológica para os motoristas.

Em concordância com Bertinett, o deputado federal Wellington Fagundes ressaltou que a MT-040 será uma obra de respeito ao Meio Ambiente e já existe uma discussão para que seja a primeira Estrada Parque do Estado. Além da tranquilidade que será oferecida aos motoristas.

O prefeito de Rondonópolis, Percival Muniz, disse que este e um momento muito importante, pois é a realização de um sonho, uma luta antiga e agora a população será beneficiada com mais essa alternativa de acesso a capital.

Leia também:  Lojas já retiraram os kits para decoração

Também estiveram presentes o deputado federal Carlos Bezerra e os deputados estaduais Tete Bezerra, J. Barreto, Sebastião Rezende e representantes da sociedade civil organizada.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.