Reunião da Executiva Regional do PMDB do MT - Fotos Lindomar Gomes / assessoria
Reunião da Executiva Regional do PMDB do MT – Fotos Lindomar Gomes / assessoria

O PMDB de Mato Grosso terá candidatura própria nas eleições do ano que vem para a sucessão do governador Silval Barbosa. A deliberação saiu hoje (28), em reunião da Executiva Regional com o presidente nacional do partido, senador Valdir Raupp (PMDB-RO).

Ficou definido que o nome do candidato será anunciado no mês de julho, no encontro regional da Baixada Cuiabana. Cinco nomes serão avaliados até lá: Carlos Bezerra (deputado federal e presidente regional); Márcio Lacerda (ex-senador); Teté Bezerra (deputada estadual); Juarez Costa (prefeito de Sinop); e Francisco Faiad (secretário de Estado de Administração).

“O nome indicado passa necessariamente por uma avaliação quanto ao potencial eleitoral, visão política e social”, disse o deputado Carlos Bezerra, com a experiência de ex-governador do Estado (1987/90). Segundo ele, as perspectivas do partido para as próximas eleições “são muito boas”, com um número cada vez maior de pessoas que aguardam uma definição do partido.

Leia também:  Prefeita e vice de Várzea Grande são cassados e terão que pagar multa

Bezerra explicou que o PMDB lançará chapa completa para deputado estadual e federal, e que está discutindo nomes também para Senado Federal. Ele também disse que a reunião com o presidente do PMDB Nacional, senador Raupp  serviu para uma “troca de ideias entre o regional e o nacional.” Parabenizo o presidente Raupp por sua preocupação com o desempenho do partido nos estados”, disse o deputado Bezerra.

“Fizemos, com o presidente Raupp, uma avaliação macro, envolvendo aí uma caminhada junto com o PT, para a reeleição da presidente Dilma e um candidato próprio ao governo”, afirmou o presidente do PMDB de Cuiabá, Clóvis Figueiredo. Para o secretário-geral do partido, Rodrigo Barbosa, filho do governador Silval Barbosa, as ações estão definidas. “Vamos continuar a caminhada juntos com PT. Ressaltamos a iniciativa do presidente Valdir Raupp, pela preocupação em ouvir as bases do partido nos estados, para definirmos uma linha de ação”, disse Rodrigo.

Leia também:  Em Brasília, Rezende cobra retomada do Residencial Dona Neuma

O ex-senador Márcio Lacerda, vice-presidente, o quadro geral do PMDB em Mato Grosso é totalmente favorável. Lacerda lembra que o partido veio de uma eleição em 2012 conquistando quase a metade dos votos em todo o Estado. “Portanto, o nosso partido teve o maior número de eleitores. Temos ainda as ações do governo, federal e estadual, envolvendo aí as obras da Copa do Mundo, o MT Integrado, que já está com mais de 60% das obras concluídas, e as parcerias com programas industriais”, resumiu o ex-senador.

O senador Raupp disse que continua se reunindo com os membros dos diretórios regionais visando ajustar os nomes para 2014.  “Somente nesta terça-feira, nos reunimos com os membros dos diretórios do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul”, informou o senador Valdir Raupp.

Leia também:  Sachetti desconversa sobre sucessão de Taques

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.