A polícia descartou que o tiroteiro que deixou pelo menos 19 pessoas feridas neste domingo (12), em Nova Orleans, nos Estados Unidos, seja um ato terrorista. As autoridades afirmaram que pelo que tudo indica se trata de um “incidente de violência de rua”, segundo informações da agência de notícias EFE.

O incidente ocorreu durante um desfile em comemoração ao Dia das Mães. Cerca de 400 pessoas estavam no local, mas segundo a polícia, apenas metade dos participantes do evento estava nas imediações do tiroteio. Entre as vítimas, há duas crianças, um menino e uma menina, de 10 anos. Há pelo menos três pessoas em estado grave, de acordo com a Reuters.

Leia também:  Pedestres que atravessarem ruas olhando no celular serão multadas nos EUA

O superintendente da polícia de Nova Orleans, Ronald Serpas, disse à imprensa que, além da bala ferida, pelo menos uma pessoa sofreu ferimentos caindo durante o caos subsequente, segundo as agências internacionais.

Segundo o “WWL-TV”, canal de TV local, nove pessoas foram levadas para um hospital universitário da cidade, incluindo o que sofreu a queda, informou a EFE.

Cerca de 10 policiais estavam em atuação no desfile quando ocorreu o tiroteio, e segundo Serpas, é provável que os três suspeitos trabalham juntos e que pelo menos duas armas foram usadas. A polícia viu três suspeitos correndo da cena no bairro da cidade de Ward 7.

Um deles teria pele escura, cabelo curto e idade entre 18 e 22 anos. Ninguém foi preso.

Leia também:  Terremoto atinge o México pela terceira vez em uma semana

Durante uma entrevista coletiva, o prefeito de Nova Orleans, Mitch Landrieu, solicitou a colaboração do público para levar os responsáveis à justiça. “Precisamos que vocês nos ajudem para acabar com esta violência”, diz Landrieu, garantindo que o ato não ficará impune.

Um repórter do jornal “Times-Picayune”, que estava na área, disse que ouviu seis a sete tiros.

A maioria dos moradores do área são de famílias de baixa renda e, de acordo com a polícia, toda a cidade tem registrado nos últimos anos um aumento nos incidentes de crime, grande parte são ações de gangues de rua.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.