Reunião com produtores da região de Campo Verde - Foto: Angelica Angeli / AGORA MT
Reunião com produtores da região de Campo Verde – Foto: Angelica Angeli / AGORA MT

Para superar os desafios do problema com o escoamento da produção, alguns agricultores de Campo Verde decidiram unir forças. O vereador e produtor rural, Paulo César de Aguiar (PDT), se reuniu com produtores da região do Garbúgio na última semana para tratar da pavimentação asfáltica de uma estrada vicinal no município.

O encontro aconteceu na sala de reuniões da Cooperativa Cooperverde. Estiveram presentes na reunião, além dos produtores rurais e do vereador e agricultor, Paulo Cezar de Aguiar (PC), o presidente da AMPA, Milton Garbúgio, o secretário municipal de Obras e Viação, Donizete, e uma equipe técnica que poderá realizar a pavimentação asfáltica do trecho.

O projeto prevê pavimentar nove quilômetros no trecho que liga a BR-070 ao trevo da escola José Garbúgio, beneficiando diretamente todos os agricultores da região, além das 500 famílias assentadas da comunidade do Dom Ozório. A previsão é que as obras comecem até o mês de julho.

Leia também:  Policiais militares auxiliam nas negociações durante desocupação

A iniciativa deverá melhorar a trafegabilidade, valorizar as terras e levar mais progresso para a região.

Segundo o vereador PC, a intenção é firmar parcerias com o governo do estado. “Também sou produtor rural e sei das dificuldades das pessoas que precisam sair das suas propriedades e ir até a cidade. Como vereador, sei dos meus compromissos em dar assistência aos agricultores. Temos consciência de que a prefeitura não consegue asfaltar todas as estradas, então estamos procurando, através desse projeto, uma forma de nós produtores nos organizarmos para fazer a obra do asfalto com recursos próprios, mas não vamos desistir de buscar ajuda do governo estadual e municipal, já que o assentamento  Dom Ozório conta com uma escola estadual. Essa obra trará muitos benefícios a todos os produtores e moradores da região“, diz.

Para PC, esta foi à primeira reunião, de muitas que virão, para discutir a pavimentação. Apenas alguns dos produtores dessa região puderam comparecer, porém o encontro foi importante porque contou com a presença de uma equipe composta por pessoas capacitadas para realizar todo o projeto do asfalto. “Este encontro foi para entendermos como funciona o processo. Fizemos um diagnóstico para encontrarmos a melhor forma de executarmos essa obra”, destacou.

Leia também:  Liminar suspende leis que dispensavam licenciamento para pequenas pisciculturas

Milton Garbúgio foi um dos grandes articuladores do projeto. Durante a reunião ele falou da necessidade da pavimentação asfáltica da estrada vicinal. “Asfaltar aquele trecho é um sonho de muitos anos de todos os produtores. Só nós sabemos das dificuldades que enfrentamos para escoar a safra na época da chuva, é um caminhão atolado atrás do outro. Por isso, estamos todos engajados em tornar esse sonho em realidade e oferecer mais qualidade de vida para quem mora naquela região” afirmou Garbúgio.

Ficou decidido que será formada uma associação de agricultores e eles vão dividir os custos do asfalto. Alguns dias depois da reunião, foi  realizado o mapeamento da área, por meio de um sobrevoo de helicóptero, para dar início aos trabalhos.

Leia também:  Detran realiza força tarefa e atende público das 9h às 17h

Para os produtores, a pavimentação asfáltica significa ter a estrada em boas condições de tráfego o ano todo, segurança e valorização das propriedades. Ao município, o trecho pavimentado reduz a necessidade de manter os trabalhos constantes de recuperação e manutenção.

O secretário de Obras e Viação do município, Donizete, destacou a intenção da prefeitura com projetos de fazer o levantamento das estradas rurais. Ele afirmou que o Poder Executivo vai ser parceiro e que vai colaborar no que for preciso.

Com este projeto de pavimentação asfáltica, os agricultores de Campo Verde mostram que gente simples, fazendo pequenas coisas, pode conseguir mudanças.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.