quadrilha guiratinga

 

Uma quadrilha envolvida em vários crimes foi presa neste sábado (25), pelos policiais civis e militares de Guiratinga. No total seis pessoas foram presas. Eles planejavam assaltar o Banco do Brasil do município.

De acordo com a delegada Lígia Pinto da Silveira Avelar, que coordenou a operação, quatro dos presos haviam fugidos do presídio de Caiapônia,  no Estado de Goiás. São eles, Eduardo de Oliveira Santos, Edenilson Goular da Silva, Glênio Ferreira Borges e a mulher Sand Maquele Ferreira Castro Silva.

“Alguns serraram a grade e outros que estavam no banho de sol renderam um agente prisional e roubaram a pistola ponto 40 de um policial. A fuga aconteceu no sábado (18)”, contou a delegada.

Para que os foragidos chegassem ao Estado de Mato Grosso, eles receberam a ajuda de Guilherme Batista da Silva e Elis Pereira das Neves. A dupla havia roubado uma pick-up Strada de um fazendeiro de Montes Claros de Goiás-GO no dia 15 deste mês.

Quando o grupo chegou a Alto Garças, se deparou com uma barreira da Polícia Militar (PM), que estranhou a quantidade de gente no veículo. Eles foram perseguidos, porém conseguiram abandonar a pick-up e se esconderem na mata. A pick–up foi devolvida ao proprietário.

Em seguida, dois do grupo de foragidos seguiu a pé para Guiratinga. Na cidade, os moradores estranharam a movimentação dos suspeitos, que começaram a comprar comida para os comparsas escondidos na mata.

Leia também:  Polícia Militar lança Operação Cerco Total em Rondonpópolis

A PM foi averiguar, localizou e prendeu Guilherme Batista da Silva portando um revólver calibre 32. Ele acabou indicando o lugar onde estariam Eduardo e Elis.

Depois de intensas buscas, a polícia de Guiratinga conseguiu localizar e prender Eduardo de Oliveira Santos e Elis Pereira das Neves, ambos com armas de fogo. Eduardo que portava a pistola ponto 40 roubada do policial de Caiapônia ainda tentou atirar nos policiais de Guiratinga, mas ele foi alvejado com um tiro na perna.

Depois da prisão de Guilherme, Eduardo e Elis, os policiais seguiram no encalço dos outros três foragidos (Sand, Glêsnio e Edenilson). Eles foram encontrá-los no fim da tarde de sábado fugindo em um veículo furtado de um casal de idosos.

Com os detidos foram apreendidas três armas de fogo, dentre elas a pistola ponto 40 da Polícia Militar de Goiás. Além disso, foi apreendida uma porção de maconha, quase R$ 1,5 mil em dinheiro e um documento falso.

Um reforço da Polícia Militar de Rondonópolis foi encaminhado para Guiratinga, devido a alta periculosidade dos bandidos.

INTERROGATÓRIO
No interrogatório, um dos presos disse a delegada Lígia que eles pretendiam roubar um carro em Guiratinga e em seguida assaltarem o banco desta cidade. Depois fugiriam de volta a Goiás.

Todos têm extensa ficha criminal e dois deles usam tatuagens de estrelas nos ombros, o que indica que praticam assaltos a bancos.

FICHA CRIMINAL
O primeiro é Eduardo de Oliveira Santos, 20 anos, é conhecido como ‘Estrela’, ‘Duda’ ou ‘Alface’. Natural da cidade de Ituiutaba-MG.

Leia também:  Amigo da família é preso por ser suspeito em estupro de menina de 12 anos

Faz parte de uma quadrilha de assalto a bancos e agências dos Correios. Foi preso em Goiás depois de assaltar um banco em Gouverlândia-GO, quando atirou no pescoço de um policial militar. No episódio ele conseguiu fugir, mas foi encontrado logo depois com um Fuzil 762 e duas bananas de dinamite.

Já praticou assalto no Correio de Ribeiraozinho-MT, ferindo outro policial. Tem vários mandados de prisão expedidos pela Justiça de Goiás. Foi ele quem, com a ajuda de Edenilson Goular da Silva, cerrou a grade da cela do Presídio de Caiapônia e rendeu um Policial Militar, roubando sua pistola ponto 40 e abrindo as outras celas para fuga de Sand Maquele Ferreira Castro Silva e Glênio Ferreira Borges.

O segundo envolvido é Guilherme Batista da Silva, 21 anos, natural de Montes Claros de Goiás-GO. Faz parte da mesma quadrilha de Eduardo de Oliveira Santos. Praticou um assalto em Araguaçu-TO junto com Elis Pereira, ocasião em que roubaram R$ 47 mil da Agência dos Correios.

Depois eles assaltaram e roubaram um carro em São Miguel do Araguaia-GO, mas foram presos em flagrante. Em seguida, conseguiram fugir da prisão de Caiapona. Foi Guilherme que rendeu um fazendeiro em Montes Claros de Goiás-GO e roubou sua pick-up Strada. O carro serviu para dar fuga aos presos de Caiapônia.

Leia também:  Primavera do Leste | Jovem é assassinado a caminho do trabalho

O terceiro é Elis Pereira das Neves, 32 anos, natural de Goiânia-GO. Também faz parte da quadrilha de assaltos a banco e agências dos Correios. Participou, junto com Guilherme, do roubo aos Correios de Araguaçu-TO e do assalto a um carro em São Miguel do Araguaia, estando atualmente foragido. Responde processos em Barra do Garças, Jaupaci-GO, Doverlândia-GO, Goiânia-GO, Caiapônia-GO, Jussara-GO e Iporá-GO. Tem condenações que somam mais de dez anos por diversos furtos em Goiás.

O quarto é Edenilson Goular da Silva, 32 anos, conhecido como ‘Ribeirão’, natural de Sertãozinho-SP, é um dos foragidos do presídio de Caiapônia-GO, onde cumpria 22 anos e 8 meses de prisão por latrocínio, matou a facadas um taxista para roubá-lo.
Já respondeu a processos e fugiu da prisão no Estado de São Paulo. Ajudou Eduardo de Oliveira Santos a cerrar as grades do presídio de Caiapônia e roubar a pistola do policial para dar fuga aos demais presos.

O quinto é Glênio Ferreira Borges, 29 anos, natural de Iporá-GO. Estava preso em Caiapônia por tráfico de drogas. Responde a diversos processos por furtos e tráfico em Jussara-GO.

A mulher envolvida é Sand Maquele Ferreira Castro Silva, 20 anos, natural de Iporá-GO. Esposa de Glênio Ferreira Borges, também estava presa por tráfico de drogas em Caiapônia. Responde outro processo por tráfico em Jussara-GO.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.