Tratado como ídolo durante a estadia em Tijuana, Ronaldinho Gaúcho teve atuação razoável no empate do Atlético-MG com o Tijuana, em 2 a 2, nesta quinta-feira, no estádio Caliente, pelas quartas de final da Libertadores. O camisa 10 participou diretamente do primeiro gol da equipe mineira, mas encontrou dificuldades com a marcação, o gramado sintético e uma bolada no olho esquerdo. “Jogou com um olho só, jogou com tênis e fez isso”, resumiu o técnico Cuca.

Ronaldinho Gaúcho levou uma bolada no olho esquerdo logo aos 7 minutos do primeiro tempo. O local ficou inchado e o incomodou durante toda a partida. “Pellerano o marcou muito bem, encurtou os espaços e Ronaldinho levou bolada no olho, que está roxo”, comentou Cuca. Bem marcado, o meia-atacante encontrou dificuldades para se movimentar no gramado sintético do estádio Caliente.

Leia também:  Diretoria do União usa Facebook para homenagear Gilson Lira

“Tijuana jogou muito bem, se encontrou no gramado, nos pressionou e fez o gol. Jogamos mais adiantados no segundo tempo, jogamos para buscar um gol e o empate. Nos adaptamos durante a partida ao gramado. Tivemos sorte e competência para empatar uma partida muito difícil. É uma equipe muito segura e estável taticamente”, explicou o técnico atleticano.O camisa dez adotou calçado diferente de alguns companheiros e apostou no tênis para atuar. Porém, Ronaldinho não encontrou facilidades. Apesar de todas as dificuldades, o atleta cobrou escanteio para Tardelli marcar o primeiro gol e teve participação indireta no segundo, ao chamar atenção do marcador que deixou Luan livre.

Ronaldinho Gaúcho recebeu tratamento especial desde a chegada ao México, na terça-feira. O atleta juntamente com a delegação alvinegra foi recebido por dezenas de torcedores e moradores da cidade. No treinamento do período da noite, três mil pessoas foram ao campo para ver de perto o camisa dez alvinegro.

Leia também:  Futebol em luto: morre Gilson Lira

Eleito melhor do mundo duas vezes, o jogador arrastou multidões para a porta do hotel atleticano em Tijuana durante os dias de hospedagem do time. Ronaldinho foi o único atleta que não foi vaiado pelo torcedor do time mexicano antes do começo da partida de quinta-feira.

Cuca mostrou confiança que o camisa dez será novamente decisivo atuando no Independência, onde costuma ter atuações regulares e de destaque. “Creio que na quinta poderemos ver um Ronaldo que estamos acostumados a ser decisivo. Não vamos atribuir a ele uma má partida, mas ao gramado e a Pellerano, que marcou muito bem”, afirmou.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.