Estevam Avellar/TV Globo
Estevam Avellar/TV Globo

 

Quem se acostumou com o visual de Juliano Cazarré na novela “Avenida Brasil” deve ter tomado um susto ao assistir ao primeiro capítulo da nova novela das 21h, “Amor à vida”, que foi ao ar na segunda-feira, 20. Na trama, o ator vive Ninho, um guia turístico aventureiro que mora no Peru que se envolve com Paloma, papel de Paolla Oliveira. Para incorporar o personagem, Cazarré usou uma peruca com dreadlocks.

Gostou do resultado? Se estiver pensando em adotar o visual na vida real, é preciso ter alguns cuidados antes de fazer a mudança. Segundo o cabeleireiro Heraldo Júnior, especialista em dreadlocks, o primeiro passo é escolher qual será a técnica usada. “Existem três maneiras de fazer dreads. Com lã, com uma agulha de crochê ou usando cera de abelha”, conta.

Leia também:  Colete: Saiba como usar a peça queridinha do momento | Moda e Beleza

“No caso da técnica com lã, o profissional separa tufos de cabelo e simplesmente enrola a lã em todo o comprimento. Com a agulha de crochê, é preciso pentear o cabelo todo ao contrário e ir costurando todo ele com a agulha de crochê. Com a cera de abelha, também penteamos o cabelo todo ao contrário, da ponta para a raiz, e passamos a cera para finalizar e dar o acabamento arredondado”, explica.

De acordo com Heraldo, a técnica com agulha é mais indicada para cabelos crespos, e a com cera de abelha é melhor em fios lisos. “O cabelo crespo é mais grosso, então tem mais resistência à cera. Com a agulha, o resultado fica mais fixo e mais bem acabado. No caso do cabelo liso, é o contrário. Como é mais difícil de embolar, o ideal é usar a cera mesmo, que fixa mais.”

Leia também:  Conheça as tendências de acessórios que são a aposta do momento | Moda e Beleza

Depois de passar pelo procedimento, que dura de três a quatro horas, dependendo do comprimento dos fios, é preciso ter alguns cuidados nos primeiros dias após a mudança. “É necessário esperar de três a quatro dias antes da primeira lavagem. Depois, basta usar xampu ou sabão de coco. E nada de usar condicionador pelo menos nos seis primeiros meses, porque senão ele vai desfazendo os dreads”, explica.

Para o cabeleireiro, a imagem de sujeira e descuido que muitas pessoas associam aos dreadlocks é causada pela falta de manutenção. “Deve-se retocar a raiz de três em três meses, para refazer o dread na parte do cabelo que cresceu. Além disso, tem que ter uma preocupação extra na hora de lavar, porque dá mais trabalho lavar o cabelo com dread do que sem”, diz. O único problema é quando a pessoa enjoar do estilo e quiser mudar o cabelo. “Não tem outro jeito, só cortando.”

Leia também:  Conheça a tendência sereísmo 2017 | Moda e Beleza

Cazarré não é o único que já adotou o visual – ainda que apenas na ficção. Falcão, Shakira, Pink e o atores Jason Momoa e Ana Paula Tabalipa – esta última, contou na época que o cabelo demorava cerca de quatro horas para secar e que por isso usava spray antimofo – já desfilaram de dreadlocks por aí. Relembre e, quem sabe, inspire-se!

Foto: Vera Donato/Divulgação || Gety Images
Foto: Vera Donato/Divulgação || Gety Images

 

Foto: Juliana Rezende/EGO
Foto: Juliana Rezende/EGO

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.