Barcelona e Real Madrid, da Espanha, e Bayern de Munique, da Alemanha, não são os únicos clubes interessados em contratar o atacante Neymar. Segundo o empresário Wagner Ribeiro, que gerencia a carreira do atleta, ao lado de Neymar da Silva Santos, pai do jogador, sete clubes do exterior, incluindo um do “mundo árabe” estão na briga para contratar o astro santista. Entretanto, o agente acredita que o craque “não sai agora” e deve cumprir seu contrato com o Santos até julho de 2014.

“Todos os clubes do mundo (no páreo por Neymar), não só o Bayern (Munique), eu diria dois da Inglaterra, dois da Espanha, um da Itália, todos tem, até um time da Arábia Saudita com muito dinheiro tem. Muitos clubes me procuraram, tem interesse, proposta oficial não tem, existem conversas e passo para o pai dele, deixamos o menino fora”, afirmou Wagner Ribeiro.

Leia também:  Campeonato de futebol society acontece em zona rural de Rondonópolis

Apesar da concorrência por Neymar, o agente acredita que o pai do jogador só deve analisar alguma proposta após a Copa do Mundo de 2014.

“Não acredito que saia agora. O interesse (do Neymar) é a Copa das Confederações, a final do Paulista, ele não tem interesse algum de sair no momento. É o que falei, o contrato vai até 2014. A família só decidirá o futuro dele após o contrato. Tudo o que apareceu por enquanto é pura especulação”, disse.

Apesar de Wagner Ribeiro despistar sobre possíveis negociações envolvendo a transferência de Neymar ao futebol europeu, o vice-presidente do Santos, Odílio Rodrigues retornou da Espanha na última segunda-feira. Ele viajou para ouvir pessoalmente as propostas de Barcelona e Real Madrid, da Espanha.

Leia também:  Eurico Miranda é afastado da presidência do Vasco por ser acusado de apoiar vandalismo de torcida

O dirigente santista, inclusive, já agendou reuniões com os integrantes do Comitê Gestor para tratar do assunto nesta semana. A cúpula santista que definir uma estratégia antes de agendar um encontro com o pai de Neymar e Wagner Ribeiro.

Neymar tem contrato com o Santos até julho de 2014, com opção de renovação por mais um mês, caso o time da Vila Belmiro esteja disputando a Copa Libertadores da América. O vínculo do craque com o clube vencia em fevereiro de 2015, mas foi reduzido em agosto de 2011 sob alegação do presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro de um “projeto pioneiro”.

O direitos econômicos de Neymar estão divididos da seguinte forma: 55% pertencem ao Santos, 40% a DIS, braço esportivo do Grupo Sonda, e 5% a Teisa, grupo de empresários formado por alguns conselheiros influentes do clube.

Leia também:  Corinthians vence o Fluminense de virada e se torna campeão brasileiro pela sétima vez
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.