Edemar Diel, suspeito de praticar o crime-Foto:AGORA MT
Edemar Diel, suspeito de praticar o crime-Foto:AGORA MT

Edemar Diel, conhecido como ‘Gaucho’ e suspeito de ter matado a ex-companheira e enterrado próximo a casa dele na última segunda-feira (6) foi trazido para Rondonópolis e encaminhado a Penitenciária da Mata Grande.

De acordo com a delegada Lígia Pinto da Silveira Avelar, que ouviu o suspeito, ele não confessou o crime, mas já modificou a primeira versão que deu sobre o encontro com a vítima no dia do homicídio.

Segundo a delegada, logo depois do corpo ser encontrado pela polícia o suspeito afirmou que não tinha se encontrado com Carmosina e nem visto ela na segunda-feira (6) quando ocorreu o crime, mas em outro depoimento ele disse que teria visto a ex-companheira por volta do meio-dia na casa dele e a mesma teria ficado lá até às 14h. Ele afirmou ainda que durante o encontro eles mantiveram relação sexual. Porém, a mulher com quem a vítima morava afirmou que elas passaram a tarde toda juntas e que ela apenas saiu às 17h para se encontrar com o suspeito.

Leia também:  Após apresentar atitude suspeita, rapaz é detido por receptação no Jardim Primavera

Ainda de acordo com a delegada em alguns momentos ele afirma que se ele cometeu o crime não se lembra e por isso o mesmo está mentalmente doente.

As investigações sobre o caso continuam.

Momento em que os peritos encontram parte da perna da vítima-Foto:Assessoria
Momento em que os peritos encontram parte da perna da vítima-Foto:Assessoria
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.