O Corinthians está muito atrás do Boca Juniors no que diz respeito a número de títulos da Copa Libertadores, respondeu o craque argentino Riquelme ao ser perguntado sobre o melhor momento dos brasileiros antes do confronto das oitavas de final do torneio sul-americano.

Pois o Corinthians pode alcançar o Boca, rebateu o técnico do time paulista, Tite, que comandou o clube em seu primeiro título da Libertadores, ano passado, justamente contra os argentinos.

“É verdade: seis títulos contra um. E temos a ambição de igualar esses seis um dia. A grandeza do Corinthians permite pensar nisso”, declarou o treinador.

Diferentemente de Riquelme, Tite não acredita que o Boca seja favorito no jogo de ida, nesta quarta-feira, em La Bombonera e afirma que seu time tem “responsabilidade de passar e de vencer pela grandeza do Corinthians.”

Leia também:  Flamengo vence Junior Barranquilla e garante a classificação para a final da Sul-Americana

Ao mesmo tempo que fala com ambição, porém, o técnico corintiano toma todos os cuidados para não dar a impressão de que menospreza o adversário, antepenúltimo colocado no Campeonato argentino e há dez partidas sem vitória. Tite não se permite nem mesmo rir na frente das câmeras e dos microfones. Quando o faz, trata de se corrigir.

“Estou sorrindo aqui com vocês, mas estou muito concentrado na partida. Respeito muito o Boca. É um outro campeonato e uma outra fase. A situação dos campeonatos nacionais tem pouca interferência nesse momento.”

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.