Menina recebe vacina contra a febre amarela em Monróvia, na Libéria (Foto: AFP Photo/Glenna Gordon/Arquivo)
Menina recebe vacina contra a febre amarela em Monróvia, na Libéria (Foto: AFP Photo/Glenna Gordon/Arquivo)

 

Uma nova orientação publicada nesta sexta-feira (17) pela Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que uma única dose da vacina contra a febre amarela é suficiente para toda a vida e dispensa as doses de reforço.

Historicamente, a recomendação sempre foi aplicar uma nova dose a cada dez anos, para garantir a eficácia da vacina. No entanto, uma revisão de estudos científico feita pela OMS levou à revisão desta decisão.

Desde que a vacina foi elaborada, na década de 1930, apenas 12 casos foram registrados em pessoas já imunizadas, dentro de um universo de 600 milhões de doses aplicadas. Mesmo esses casos foram registrados menos de cinco anos depois da vacinação, o que, na visão da OMS, indica que o efeito da vacina não se perde com o tempo.

Leia também:  Um hábito noturno aumentaria o risco de câncer de mama

Assim como a dengue, a febre amarela é uma doença hemorrágica, causada por vírus e transmitida por mosquitos. Em seus casos mais agudos, pode até causar a morte. Sua incidência se dá principalmente em áreas tropicais da África e das Américas, incluindo parte do Brasil.

A OMS considera a vacinação a forma mais eficaz de combate à doença. Estima-se que, a cada ano, haja 200 mil casos da febre amarela, sendo que 15% deles se desenvolvem em uma forma grave. A grande maioria das mortes é registrada nos países africanos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.