A arena lotada de Jaraguá do Sul viu mais um show de Vitor Belfort, que, aos 36 anos, não dá sinais da idade. Depois de um começo de luta estudado, o brasileiro acertou um chute rodado no queixo de Luke Rockhold, como nos melhores filmes de ação, e encerrou o nocaute no chão, para delírio da torcida.

“Estou mais forte do que era antes. Estou muito feliz com essa oportunidade. Agradeço o amor de todos os fãs. Amor, Vitória, Davi, Chiara. Obrigado a todos esses fãs maravilhosos. Um beijo no coração de todos vocês”, celebrou Belfort, ainda no octógono.

Essa foi a quarta vitória consecutiva de Vitor Belfort entre os médios desde que perdeu a disputa de cinturão para Anderson Silva em 2011 – foi apenas derrotado por Jon Jones nos meio-pesados nesse tempo. Além de Rockhold, ele já tinha vencido nesse caminho Yoshihiro Akiyama, Anthony Johnson e Michael Bisping.

Leia também:  Judoca brasileira vence adversária com 11 segundos e se torna a bicampeã mundial

Se for confirmada a chance de o veterano disputar o cinturão dos médios, essa será nada menos que sexta luta por título do UFC de Belfort – incluindo o GP dos pesados que ele venceu em 1997, quando tinha apenas 19 anos e derrotou dois adversários na mesma noite.

O possível adversário de Vitor em uma luta pelo título até 84 kg do UFC sairá no próximo dia 6 de julho, quando Anderson Silva defender o cinturão contra Chris Weidman na edição 162. Se o Spider vencer, eles farão a revanche da luta de fevereiro de 2011. Lá, o campeão nocauteou Vitor com um histórico chute frontal.

“Estou aqui para lutar, não estou para escolher. Os fãs decidem. Vou torcer para o Anderson vencer [Chris Weidman]. Que seja a vontade de Deus, queremos a vitória dos brasileiros”, disse Belfort. “Eu estou muito feliz na posição que estou hoje. O adversário que o UFC escolher, está escolhido. Sabemos o quanto lutamos por este esporte. Temos que torcer independente da rivalidade”.

Leia também:  Judoca brasileira vence adversária com 11 segundos e se torna a bicampeã mundial

A luta

Muito concentrado, Vitor começou o combate tomando a ação no centro do octógono, atento à maior envergadura de Rockhold. Bem na esquiva, o brasileiro até fez o americano cair no chão após um chute alto. Mas logo Belfort demonstrou o que iria aprontar com um chute alto que passou no vazio.

Rockhold então apostou no clinch, mas Vitor conseguia se livrar facilmente dele. Belfort, então, mediu a distância e acertou em cheio o queixo do norte-americano com um chute rodado alto – similar ao de Edson Barboza no UFC Rio 2. Luke caiu praticamente desacordado no chão e ainda levou mais dois golpes antes de o juiz encerrar a luta.

Leia também:  Judoca brasileira vence adversária com 11 segundos e se torna a bicampeã mundial

“Tenho que tirar meu chapéu para o Vitor. Ele conseguiu um chute incrível. Achei que estava encontrando meu tempo na luta, mas ele veio com esse chute e acabou”, comentou Rockhold.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.