Estudantes da Escola Estadual Améllia de Oliveira Silva, no Parque Universitário, realizaram um protesto na manhã desta segunda-feira (24) onde cobraram reforma no prédio e liberdade de expressão.

De acordo com a estudante, Karla Daniele, o prédio está muito danificado e precisa de uma reforma urgente para que os alunos tenham melhores condições de estudo. Ou ponto cobrado pelos secundaristas é a liberdade de expressão, pois muitos alunos são discriminados ou sofrem algum tipo de repressão em razão da sexualidade.

A direção da escola e professores disseram que não iriam se pronunciar sobre os questionamentos e insatisfações dos estudantes neste momento.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=yAk83gLLox4[/youtube]

Advertisements
Leia também:  ACIR lança campanha no Dia do Meio Ambiente

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.