Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

O retrato de família feliz que Paloma (Paolla Oliveira) e Bruno (Malvino Salvador) formavam ao lado de Paulinha (Klara Castanho) está se deteriorando. Ainda nesta semana em Amor à Vida, da Globo, com um exame de DNA, que confirma que ela é mesmo mãe da garota. A pediatra, sem contar o que sabe ao noivo, vai convencer o corretor a ficar com a menina em seu apartamento para um melhor tratamento contra o lúpus. Com a relação entre o casal se quebrando aos poucos, a pré-adolescente estará no centro de uma disputa entre a mãe biológica e o pai de criação.

“É uma situação confusa. Eu não gosto de mentira, mas, ao mesmo tempo, tem amor. Doeria muito na Paulinha ficar sem Bruno, porque existe uma convivência de muito tempo, mas é importante que a verdade seja dita e eles fiquem juntos. Quero que Paulinha fique com os dois”, conta Klara Castanho, de 12 anos, que começou a sua carreira aos 6, e está em sua quinta novela. Com o passado que envolve o trio sendo revelado no presente da novela, o futuro que se vislumbra não é digno nem de uma moldura bem acabada.

Leia também:  Resumo de novelas desta sexta-feira (06)

Não bastasse o conflito familiar, Paulinha ainda terá que lidar com as restrições de sua doença. Para conhecer melhor o drama de sua personagem, Klara foi a uma clínica de tratamento e conversou com a apresentadora Astrid Fontenelle, diagnosticada com lúpus em 2012.

“Astrid foi uma fofa comigo! Eu queria saber como é sentir na pele. Porque eu já tinha aprendido sobre a doença na teoria, mas achava que ainda precisava entender como a pessoa se sente. É muito distante da minha realidade, não tinha noção de como agir”, confirma a atriz em entrevista ao jornal Extra

Apesar de a história de Paulinha ser cada vez mais densa, Klara afirma que não se deixa envolver pelo clima pesado da trama.

Leia também:  Rico e Lázaro | Zac avisa a Nebuzaradã que se vingará de Asher

“Eu nunca confundo a personagem com minha vida, eu nem guardo o texto de uma cena do dia anterior. Sei que não é real, eu me empenho muito, uso toda a minha emoção, concentração, mas depois eu esqueço”.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.