Trechos da BR-163 em Mato Grosso devem ser privatizados através de um leilão que deve ocorrer entre outubro e dezembro, segundo a previsão do Governo Federal. No início do ano, a superintendente de Exploração de Infraestrutura Rodoviária da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), Viviane Esse, confirmou que 821,6 quilômetros devem ser privatizados entre Sinop e Mato Grosso do Sul.

Os pedágios devem começar a ser cobrados quando cerca de 10% das obras estiverem concluídas – esse percentual representa 43 quilômetros. Nove, dos 19 municípios que estão diretamente ligados à rodovia nos trechos, podem receber as praças como, por exemplo, Itiquira, Rondonópolis, Santo Antônio de Leverger, Cuiabá, Jangada, Diamantino, Nova Mutum, Lucas do Rio Verde e Sorriso. O valor do pedágio para carros de passeio deve variar entre R$ 2,4 e R$ 3,4.

Leia também:  Liminar cai e Valtenir será reconduzido ao cargo

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.