O Troféu Brasil de Triathlon, a principal competição do gênero na América Latina, teve neste domingo (23), a realização de sua terceira etapa da temporada, na Cidade Universidade de São Paulo. Em uma manhã fria na capital paulista, o brasiliense Henrique Siqueira de Oliveira e a paulista Carla Moreno foram os vencedores após 1,5 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida. Henrique, que conseguiu sua primeira vitória no evento, marcou o tempo de 1h55min27seg, enquanto Carla, oito vezes campeã do Troféu Brasil, voltou a ganhar em São Paulo com a marca de 2h08m9in42seg. A próxima etapa será no dia 22 de setembro, em Santos, no litoral paulista.

A terceira prova do ano da competição aconteceu em um dia de frio em São Paulo. O inverno chegou à cidade e trouxe com ele um céu nublado e de baixa temperatura, que exigiu bastante aquecimento dos competidores. Foi a segunda etapa seguida na USP, que apresentou ganhadores distintos da prova passada, ganha por Reinaldo Colucci e Luisa Duarte.

Leia também:  Atleta da Seleção brasileira de Hóquei é assassinado com tiro na nuca em SP

Com diversas feras da modalidade presentes, o masculino prometia um boa briga pela ponta, mas esse situação acabou virando um duelo entre o experiente Fábio Carvalho, com diversos títulos da competição, e Henrique de Oliveira, vencedor júnior em 2002 e que buscava sua primeira vitória como profissional. Os dois triatletas andaram juntos, alternando-se na liderança, até que na prova final, os 10 km, o brasiliense conseguiu abrir e cruzar a linha de chegada em primeiro.

Ele declarou estar atingindo um antigo sonho. “Estava buscando isso há 11 anos, desde que fui campeão na categoria Junior, em 2002″, explicou o campeão. “Consegui manter o mesmo ritmo das etapas anteriores e acho que os demais estavam um pouco cansados pelos demais eventos da temporada”, reconheceu Henrique.

“Vencer o Troféu Brasil é o sonho de todos e estou muito feliz por isso. Foi um grande dia”, finalizou o ganhador, de 29 anos, que neste ano ainda foi o primeiro colocado no Long Distance de Caiobá, no Paraná, e ainda tem no currículo o terceiro lugar no 70.3 de Penha, em 2006.

Leia também:  Após ter um ano de altos e baixos Júnior Tavares não é certeza no São Paulo em 2018

Carla vence a segunda no ano

No feminino também estavam presentes grandes nomes, mas o topo do pódio foi de uma triatleta que está mais do que acostumada com o local. Carla Moreno venceu pela segunda vez no ano – venceu a abertura em Santos – e, mais do que o resultado e os pontos, disse ter acabado com a falta de sorte na capital paulista. “Finalmente consegui vencer de novo em São Paulo. Nos últimos anos sofri com quebras, pneu furado ou contusão, mas desta vez deu tudo certo”, comemorava a triatleta.

Carla reconheceu que não saiu bem da água, mas pode se recuperar bem no ciclismo e fechar a corrida em primeiro. “Tudo de encaixou perfeitamente. Este percurso é bem diferente de Santos, o qual gosto mais, mas hoje ninguém tirava esta vitória de mim”, disse ela, que competiu com tênis diferentes. “Ganhei os dois e gostei. Por isso resolvi colocar um de cada e, pelo jeito, deu sorte”, encerrou.

Leia também:  Flamenguistas são detidos por jogarem bombas em porta de hotel de time adversário

Resultados da terceira etapa:

Profissional

Masculino – 1º) Henrique Siqueira de Oliveira, 1h55min27seg; 2º) Fábio Carvalho, 2h55min49seg; 3º) Santiago Ascenço, 1h57min43seg; 4º) Iuri Josino, 1h58min10seg; 5º) Edivanio Monteiro, 1h58min32seg; 6º) Antonio Manssur Filho, 1h58min56seg; 7º) Almir Martins, 1h59min49seg; 8º) José Augusto Filho, 2h01min12seg; 9º) Matheus Diniz, 2h03min11seg; 10º) Anderson Ferreira, 2h03min36seg.

Feminino – 1ª) Carla Moreno, 2h08min42seg; 2ª) Beatriz Neres, 2h09min42seg; 3ª) Flávia Fernandes, 2h11min39seg; 4ª) Vanessa Gianinni, 2h13min26seg; 5ª) Susana Festner, 2h20min41seg; 6ª) Fernanda Garcia, 2h24min58seg.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.