Nos cinco primeiros meses de 2013 já foram registrados em Rondonópolis quatro casos de Hanseníases em crianças com idade entre cinco e 14 anos. Foto ilustrativa
Nos cinco primeiros meses de 2013 já foram registrados em Rondonópolis quatro casos de Hanseníases em crianças com idade entre cinco e 14 anos. Foto ilustrativa

Nos cinco primeiros meses de 2013 já foram registrados em Rondonópolis quatro casos de Hanseníases em crianças com idade entre cinco e 14 anos. De acordo com Camila Naiara Rodrigues, coordenadora da campanha de combate a Hanseníase e Verminose, os números são altos.

Camila observa que o aceitável é um caso da doença a cada 10 mil habitantes de um município, e dentro desta indicação do Ministério da Saúde, e a quantidade de crianças com a doença em Rondonópolis está muito elevado.

A coordenadora observa que muitas pessoas confundem as manchas nas peles das crianças, resultado da hanseníase, com verminose e quando procuram tratamento adequado a doença já esta muita avançada e outras tantas já foram contaminadas.

Leia também:  Sanear libera rede de esgoto da Vila Goulart para uso dos moradores

Em razão desses números, foi lançada a campanha nacional “Hanseníase e Verminose têm cura é hora de prevenir e tratar”, que atenderá as crianças nas escolas, inclusive com avaliação médica e imunização coletiva das doenças, mediante o consentimento dos pais.

Segundo Camila, como forma de combater a hanseníase houve uma descentralização do Centro de Saúde do Jardim Guanabara e todos os Postos de Saúde da Família (PSF), contam com enfermeiros e médicos capacitados a diagnosticar e conduzir o tratamento da doença.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.