A coleta das assinaturas ocorreram na ação desenvolvida na Praça Brasil e na mobilização das voluntárias, também será entregue com o ofício os documento com as solicitações das presidentes das gestões passadas do CMDM.Foto: Varlei Cordova/ AGORA MT
A coleta das assinaturas ocorreram na ação desenvolvida na Praça Brasil e na mobilização das voluntárias, também será entregue com o ofício os documento com as solicitações das presidentes das gestões passadas do CMDM.Foto: Varlei Cordova/ AGORA MT

“A violência contra a mulher não tem hora para acontecer”, ressaltou a presidente do Conselho Municipal do Direito das Mulheres (CMDM), Mara Oliveira, que vai para Cuiabá entregar um abaixo assinado aos deputados estaduais que reivindica que a Delegacia da Mulher atenda ininterruptamente.

Mara observou que a Delegacia da Mulher atende apenas de segunda a sexta-feira em horário comercial, quando deveria funcionar continuamente, assim como o Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC).

A presidente do CMDM relata que o entrave para o expediente está na falta de efetivo da delegacia e por essa razão entregará um abaixo-assinado com mais de 10 mil assinaturas aos deputados estaduais e ao secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante dos Santos, para que o pedido da população seja atendido.

Leia também:  Coder mantém equipes sob alerta durante forte chuva

Oliveira frisou que as ocorrências de violência contra a mulher geralmente acontecem com mais intensidade nos finais de semana ou a noite, justamente quando a delegacia esta fechada.

A coleta das assinaturas ocorreram na ação desenvolvida na Praça Brasil e na mobilização das voluntárias, também será entregue com o ofício os documento com as solicitações das presidentes das gestões passadas do CMDM.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.