Moradores recolhem lixo para que é depositado no Ponto de Coleta da Vila Mineira. Foto: Varlei Cordova/ AGORA MT
Moradores recolhem lixo para que é depositado no Ponto de Coleta da Vila Mineira. Foto: Varlei Cordova/ AGORA MT

“Toda mudança de comportamento é complicada, mas pelo que posso observar já temos um resultado positivo”, afirmou a educadora ambiental Ana Paula Beer, coordenadora da campanha de incentivo a coleta seletiva de lixo na Vila Mineira.  Nesta sexta-feira (21) o Movimento União Cidadã Recicla Rondonópolis com apoio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) percorreu o bairro orientando os moradores quanto a importância da coleta seletiva.

Beer disse que é de suma importância a participação da população e espera que a Vila Mineira se torne modelo na questão da coleta de lixo e que futuramente o projeto seja expandido para outros bairros.

A ambientalista observou que a falta de coleta adequada do lixo também prejudica economicamente a cidade, que tem prejuízo de bilhões por não reciclar o lixo. Além do prejuízo ambiental que traz danos mais sérios a sociedade, Ana Paula expõe que cada pessoa produz em média 1,5 quilos de lixo diariamente. Semanalmente o Movimento União Cidadã Recicla Rondonópolis recolhe na Vila Mineira cerca de 400 quilos de lixo para serem reciclados.

Leia também:  ACIR quer definição de responsabilidades sobre as obras

Os trabalhos de conscientização no bairro contam com o apoio da equipe do Centro de Controle de Zoonoses.  Edivaldo Camilo Prado, servidor do CCZ, relatou que é necessária a participação das pessoas nesse projeto e reforçou que menos lixo nas ruas e casas resultará em menos pessoas doentes.

Durante a vista é realizada uma pesquisa para avaliar os resultados da participação da sociedade.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.